Muitos pacientes que sofrem de dores crônicas relatam sofrer problemas para dormir. Estudos tem demonstrado que os distúrbios do sono contribuem para uma maior percepção da dor. Outros estudos mostraram que a privação de sono produz respostas de hiperalgesia e podem prejudicar o funcionamento dos sistemas responsáveis para a inibição da dor.

Dor e distúrbios do sono compartilham uma relação recíproca: a dor interfere com a qualidade do sono e por sua vez, o sono interrompido perpetua os sintomas da dor. Embora haja claramente uma forte relação entre dor e sono, não é claro exatamente por que isto ocorre.

A relação entre a dor crônica e o sono pode estar presente em diversas patologias, como a Fibromialgia, doenças Reumáticas, Artrite reumatoide, Lombalgia, Enxaqueca e Osteoartrose.

Mesmo que essa relação ainda não esteja totalmente esclarecida, sabemos que uma noite de sono de boa qualidade pode ser uma importante ferramenta para reduzir as queixas de dor e um controle diário dos sintomas é capaz de melhorar a qualidade do sono.

Não deixe de procurar ajuda médica! E se você acha que esta informação pode ajudar alguém, passe ela adiante!

A avaliação e acompanhamento de um profissional é indispensável. Procure ajuda, um tratamento com psiquiatra é essencial.

Marque alguém que vai melhorar com essas dicas!

*Esse post é apenas informativo. Se você se identifica com esses sintomas, procure um profissional especializado!

Antes de tomar um medicamento, consulte um médico.⁣

Para orientações quanto ao auxílio e tratamento sobre esse tema, procure atendimento especializado.

Dr. Dario Sampaio(Psiquiatra)

CRM: 15981/ RQE:10862

#REPOST @dr.dario.sampaio

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.