Esclerodermia e o Frio

Cuidados para evitar complicações da esclerose sistêmica em dias de frio

Esclerodermia e o Frio

esclerose sistêmica (esclerodermia) é uma doença que causa o espessamento da pele, e alterações nos vasos sanguíneos de vários órgãos do corpo. A grande maioria dos portadores desta doença apresenta o que chamamos de Fenômeno de Raynaud, no qual os dedos das mãos ou dos pés ficam brancos e azuis com a exposição a baixas temperaturas, retornando ao normal depois de aquecer novamente. É muito importante que os pacientes se protejam do frio, pois a esclerose sistêmica pode causar úlceras (feridas) nos dedos, que podem trazer graves complicações. Confira neste artigo algumas dicas de como se proteger do frio para evitar estas complicações.

Use roupas quentes no corpo todo: De nada adianta cobrir os pés e as mãos sem tomar os mesmos cuidados para manter a temperatura interior do corpo, a qual é realmente mais importante.

Escolha roupas com tecidos que permitam que o corpo respire: O suor é um tipo de ar condicionado do corpo, e pode operar no frio se você não se cuidar. As mãos e os pés, junto com as axilas tem o maior número de glândulas sudoríparas do corpo, e esse é o motivo pelo qual as meias grossas de lã e as botas com peles em seu interior podem fazer com que suas mãos e pés se tornem úmidos e frios.

Utilize meias com uma mistura de algodão ao invés de algodão puro: As meias de algodão puro podem se empapar de suor e esfriar os seus pés.

Não use roupas apertadas: Nenhuma roupa do seu corpo deve ser apertada. As roupas apertadas, como com nylon, jeans ou sapatos podem impedir a circulação do sangue e eliminar as capas isolantes de ar.

Vista-se com camadas: Se você vai sair no frio, a melhor medida que pode tomar é vestir-se por camadas. Isto ajuda a conservar o calor e permitirá você se expor lentamente ao calor e a conservar o calor progressivamente conforme a temperatura muda. A sua camada mais interior de roupas deve ser de um tecido sintético, que separa a transpiração do contato com a pele. As misturas de tecidos com seda ou lã também são aceitáveis.

Proteja a cabeça: Se você quer manter as suas mãos e pés quentes, usar um gorro é tão importante quanto usar meias e luvas. A nossa cabeça é o lugar de maior perda de calor do corpo. Seus vasos sanguíneos são controlados diretamente pelo bombeamento de sangue do coração e não se contraem como os vasos das mãos e dos pés.

Utilize luvas adequadas: Com relação às mãos, luvas que cobrem todos os dedos ao mesmo tempo esquentam mais as mãos do que as luvas que separam os dedos, ao manter o calor nas suas mãos.

Saiba mais sobre a Esclerose Sistêmica e o Fenômeno de Raynaud.

Artigo originalmente postado em ReumatoCare.com.br

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));