Os 16 Piores Hábitos para as Articulações

Nossas articulações são incríveis. Elas sustentam nosso corpo ao longo de toda a vida, mas existem alguns hábitos que prejudicam muito a saúde de nossas articulações. Conheça os 16 piores hábitos.
​1 – Estar acima do peso
As suas articulações conectam os ossos do seu corpo, e são sensíveis ao peso. Cada quilo que você ganha resulta numa carga quatro vezes maior para os joelhos. Além disso, isso afeta também as costas, quadris e pés, podendo levar a lesões e dores.  O sobrepeso também aumenta o risco de inflamação, o que pode causar artrite, com dor, rigidez e inchaço das articulações.2 – Exagerar no celular
Hoje em dia não tem quem não fique entretido no celular por longos períodos. Mas você sabia que a posição em que a mão fica predispõe a inflamação dos tendões do polegar? Para prevenir esse tipo de lesão, procure mudar para outro dedo de tempos em tempos, fazer pausas, ou até mesmo usar aquelas canetas com ponta de borracha sensível ao toque.
A posição da cabeça olhando para baixo faz mal à coluna cervical (do pescoço) e aos ombros, sobrecarregando os músculos. Quando a sua cabeça encosta no queixo, a carga que o pescoço precisa suportar é equivalente ao peso de cinco cabeças!

3 – Calçados inadequados
Os sapatos de salto alto podem ser maravilhosos na aparência, mas quanto mais altos, mais eles desviam todo o seu peso para frente. Os músculos da coxa precisam trabalhar duro para manter o seu joelho alinhado, e isso pode causar dor. O uso frequente de sapatos de salto alto é um fator de risco conhecido para o desenvolvimento de artrose.
Sapatos desgastados não oferecem um suporte adequado ao seus pés e tornozelos. Quando for praticar um esporte, certifique-se de que está usando um calçado adequado para cada tipo. Para o basquete, por exemplo, tênis de cano alto ajudam a proteger os tornozelos de entorses, mas não exagere. Um suporte de arco muito elevado pode impedir o seu pé de se movimentar naturalmente e mantê-lo em um ciclo de dor.

4 – Mochila ou bolsa pesada
Não importa se é uma mochila ou bolsa, carregar peso em excesso pode causar dor no pescoço e nas costas. Carregar um objeto pesado em um só ombro atrapalha o equilíbrio ao caminhar, estira os músculos e sobrecarrega as articulações.

5 – Estresse
O estresse predispõe à inflamação e prejudica o controle da dor. É difícil, mas aprender a lidar com o estresse é muito importante, seja através de exercício, meditação, psicoterapia, oração e períodos de descanso.

6 – Fazer movimentos errados
Quando você coloca uma carga muito grande em músculo pequenos, quem paga o preço são as suas articulações. Por exemplo, se precisar abrir uma porta pesada, empurre com o braço e não apenas com os dedos. Ao erguer um objeto pesado que está no chão, dobre os joelhos para que os músculos fortes da perna ajudem e você não sobrecarregue a coluna lombar.

7 – Dormir de bruços
Dormir de barriga para baixo diminui os roncos, mas prejudica o resto do corpo. A posição da cabeça para trás comprime a coluna, sem contar que o tempo em que você fica virado para um lado sobrecarrega outras articulações e músculos.

8 – Deixar de se alongar
Você não precisa ser um praticante de yoga, mas se alongar de vez em quando faz bem e melhora a flexibilidade, o que ajuda as suas articulações e músculos a funcionarem melhor.

9 – Deixar de fortalecer os músculos
Quando você chega próximo dos 40 anos, seus ossos começam a ficar mais frágeis e suscetíveis a fraturas. Ao fortalecer os músculos, você reduz a perda de osso e estimula a formação de osso novo. Além de ganhar músculos fortes, você consegue também ossos fortes, e isso ajuda a estabilizar as articulações e reduzir o risco de fraturas.

10 – Não seguir o tratamento
Se você tem uma doença crônica, como artrite reumatoide ou espondilite anquilosante, é muito importante seguir o tratamento corretamente para evitar as deformidades que estas doenças podem causar. Lembre-se de que a meta é a remissão ou a baixa atividade, então converse com seu reumatologista para que juntos vocês decidam sobre um plano realista de tratamento para o seu caso. Se o tratamento não estiver indo bem, seja por falha mesmo ou por efeitos colaterais, converse sobre a possibilidade de utilizar outras opções.

11 – Fumar
Todos sabem que fumar aumenta muito o risco de câncer de pulmão e de infarto, mas você sabia que o cigarro também é inimigo das articulações? Além de reduzir o fluxo de sangue para os ossos, o cigarro diminui a quantidade de cálcio que o corpo consegue absorver, e interfere na ação do estrogênio, um hormônio importante para a saúde do osso. Como se não bastasse tudo isso, fumar ainda aumenta  o risco de desenvolver artrite reumatoide e de ter uma doença mais grave e deformante.

12 – Dormir mal
Um sono de qualidade é muito importante para manter a saúde física e mental, e também ajuda na regulação do sistema imune e na cognição. Um sono insuficiente ou de qualidade ruim pode diminuir a atenção no dia seguinte, aumentando o risco de quedas e acidentes, bem como afetar a qualidade de vida. Além disso, dormir mal predispões à inflamação, aumenta o risco de obesidade e condições associadas, como o diabetes. Problemas como a apneia do sono e a síndrome das pernas inquietas estão associadas com dor crônica.

13 – Má postura
Quando você se afunda na cadeira, coloca uma pressão muito alta sobre os músculos e articulações e os cansa. Por isso, mantenha as costas retas e os ombros para trás e para baixo. O ideal é procurar um bom fisioterapeuta para te ajudar a melhorar a postura, caso tenha dificuldade.

14 – Ignorar a dor
Ao fazer exercícios você pode até pensar que só precisa passar por isso, pois afinal, não é muito conhecida a frase nas academias “no pain, no gain” (sem dor, sem ganho)? É verdade que sentir um pouco de dor muscular é normal. Mas se isso durar dias, ou se seus músculos estiverem doloridos demais para mover ou tocar, fique atento. Se você exagerou, pegue leve nos exercícios.
Pessoas que ficaram muito tempo sentindo dor, seja por tendinite, artrite, artrose ou até dor muscular, podem ter um risco maior de desregular o sistema do corpo responsável pelo controle de dor, tendo assim um risco aumentado de desenvolver dor crônica e fibromialgia. Por isso, não ignore sua dor!

15 – Muito tempo no computador
Ficar muito tempo no computador pode causar dor no pescoço, nos cotovelos, punhos, ombros e nas costas, por uma sobrecarga nos músculos e nos discos intervertebrais. Fique atento para a ergonomia do local onde você usa o computador e se certifique de levantar e se movimentar a cada hora.

16 – Movimentos repetitivos errados
Quando você corre, anda de bicicleta ou joga tênis, você faz movimentos repetitivos. Se você tiver uma técnica ruim para isso, você acaba sobrecarregando os seus músculos, colocando muita pressão nas articulações e acabar desenvolvendo tendinite e outros problemas.

 

Para Conhecer mais sobre como preservar suas articulações, e sobre doenças reumáticas, acesse:

www.reumatocare.com.br

Fonte ReumatoCare
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));