Sobrepeso pode aumentar pressão arterial e afetar saúde do coração até em jovem saudável, diz estudo

Sobrepeso pode aumentar pressão arterial e afetar saúde do coração até em jovem saudável, diz estudo

O aumento de peso em adultos jovens pode causar pressão arterial mais alta e um espessamento do músculo cardíaco. Essa afirmação é de um estudo da Universidade de Bristol publicado no final de julho na revista Circulation, da American Heart Association. Além disso, essa é a primeira vez que o Índice de Massa Corporal (IMC) – que relaciona peso e estatura e é internacionalmente reconhecido – é analisado em pessoas jovens e saudáveis, mostrando que um IMC saudável desde cedo provavelmente evita doenças cardíacas posteriores. “O estudo destacou que um IMC alto pode provocar problemas cardiovasculares até mesmo em jovens saudáveis”, destaca a angiologista Dra. Aline Lamaita, médica atuante em Medicina do Estilo de Vida e membro do American College of Lifestyle Medicine. “Os pesquisadores descobriram que mesmo participantes saudáveis com um IMC mais alto, em média, tinham: pressão arterial sistólica e diastólica mais elevada; e ventrículo esquerdo (principal câmara de bombeamento do coração) aumentado”, afirma a médica. “Apesar dos dados, isso não causou espessamento das paredes dos vasos na artéria carótida ou aumento da frequência cardíaca”, completa.

A médica explica que a pesquisa ajudará a entender a importância da composição corporal e sua influência em doenças cardiovasculares. Usando uma variedade de métodos, os pesquisadores foram capazes de concluir que a variação do IMC é provavelmente ligada a diferenças na saúde cardiovascular em idade jovem. “Até então, a maioria dos estudos analisou a associação entre IMC e saúde cardiovascular em adultos. Com os resultados desta pesquisa, ganha força a ideia de que ter um nível de IMC saudável desde cedo provavelmente evitará doenças cardíacas posteriores”, afirma.

De acordo com a médica, estar acima do peso ou ser obeso causa aumento da pressão sanguínea e alterações prejudiciais na estrutura do coração, o que aumenta o risco de problemas cardíacos. “Esta pesquisa deixa claro que nunca é cedo demais para começar a pensar sobre a saúde do seu coração, pois um peso prejudicial pode prejudicar a estrutura do seu coração, mesmo no início da vida adulta”, destaca a médica. “Manter um peso saudável em qualquer fase da vida, lhe dá a melhor chance de um coração saudável e circulação na vida adulta”.

A médica dá algumas dicas para mudança do lifestyle em jovens com o objetivo de melhorar a qualidade de vida:

Insira fibras na dieta – O bom funcionamento do intestino é um aliado na medida em que o aumento da pressão sobre as veias do abdômen, por conta da prisão de ventre e inchaço, pode comprometer a circulação das veias das pernas. Acrescente ao cardápio frutas como mamão, legumes, verduras e sementes. Se não funcionar, os pré e probióticos podem ajudar, desde que bem orientados por médicos ou nutricionistas.

Controle o peso – Comer o essencial, controlar a quantidade de açúcar, sódio e gordura são ações que devem fazer parte da vida de qualquer pessoa para minimizar problemas circulatórios. “Pessoas obesas têm maior disposição de desenvolver varizes por causa da quantidade de volume sanguíneo dentro das veias que se eleva. Além disso, a gordura acumulada dentro dos vasos sanguíneos também acarreta em uma má circulação. Além das varizes, outra complicação que pode surgir entre obesos é a trombose em decorrência do mau bombeamento do sangue para o corpo inteiro, gerando doenças ligadas ao sistema vascular”, afirma a médica. A obesidade e o sobrepeso aumentam a pressão exercida sobre os vasos e também favorece inflamações.

Água sempre – Água, sucos e chás são recomendados para melhorar a circulação do sangue. “Quanto menor a ingestão de água, maior a viscosidade do sangue. Além disso, a desidratação também favorece a queda da pressão arterial, ameaçando vários órgãos. O consumo adequado de água garante que o organismo seja irrigado e bem nutrido de sangue”, enfatiza. Por outro lado, afaste-se do álcool: “Ao favorecer a desidratação, o álcool pode fazer o organismo reter mais líquidos e aumentar a pressão sobre veias e artérias”, explica a médica.

Exercite seu corpo – Não precisa ser atleta profissional, já que os exercícios de baixo impacto são benéficos, pois a contração da musculatura em caminhadas por exemplo, entre outros benefícios, aumenta a velocidade do fluxo do sangue nas veias, melhorando o retorno do sangue ao coração. Procure um profissional especializado para orientações corretas.

Apague o cigarro – A médica enfatiza que a nicotina está ligada à diminuição da espessura dos vasos sanguíneos. “Além disso, o monóxido de carbono oferece um fator adicional de risco ao diminuir a concentração de oxigênio no sangue. Todo esse processo pode causar complicações para o normal funcionamento dos vasos”, afirma a médica.

Consulte um médico – O check-up anual trabalha com o que há de mais importante na medicina moderna: a prevenção.

FONTE: Cirurgiã vascular e angiologista, Dra. Aline Lamaita é membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia, do American College of Phlebology, e do American College of Lifestyle Medicine. Formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, a médica participa, na Universidade de Harvard, de cursos de pós-graduação que ensinam ferramentas para estimular mudanças no estilo de vida nos pacientes em prol da melhora da longevidade e qualidade de vida. A médica possui título de especialista em Cirurgia Vascular pela Associação Médica Brasileira / Conselho Federal de Medicina. http://www.alinelamaita.com.br/

LINKs:

https://research-information.bristol.ac.uk/en/publications/assessing-the-causal-role-of-body-mass-index-on-cardiovascular-health-in-young-adults(9654dc6c-5879-436d-80cf-f30c94fd3c03).html

http://www.bristol.ac.uk/news/2018/weight-differences-and-heart-health.html

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));