Sete em cada 10 idosos brasileiros sofrem de doenças crônicas, aponta estudo

Hipertensão, dores na coluna, artrite, depressão e diabetes são as principais doenças da terceira idade

Hipertensão, dores na coluna, artrite, depressão e diabetes são as principais doenças da terceira idade

Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde revelou que 69,3% dos idosos brasileiros sofrem de, pelo menos, uma doença crônica. As patologias mais frequentes apontadas no estudo são: hipertensão, dores na coluna, artrite, depressão e diabetes. O levantamento faz parte do Estudo Longitudinal de Saúde dos Idosos Brasileiros (Elsi).

Atualmente, os idosos representam 14,3% dos brasileiros: são 29,3 milhões habitantes. Segundo o Ministério da Saúde, em 2030, a quantidade de pessoas da terceira idade deve superar o número de crianças e adolescentes.

O geriatra Gustavo Genelhu salientou que as doenças citadas na pesquisa são, em sua maioria, evitáveis. “É verdade que essas patologias são mais prevalentes na terceira idade, mas com exceção dos fatores genéticos, é possível preveni-las antes da velhice chegar, se a pessoa adotar um estilo de vida saudável”, destacou o médico.

O uso da bengala, muitas vezes, funciona como prevenção de acidentes, evitando quedas na terceria idade.

Atividades físicas regulares, boa alimentação, manter os exames periódicos em dia e um bom convívio social estão entre as medidas que irão contribuir para se chegar a uma velhice com saúde e qualidade de vida.

“Comparo o envelhecimento com um investimento financeiro. Quanto mais você investe, mais recursos terá para usufruir mais tarde. Na saúde é a mesma coisa: quanto mais a pessoa investe em hábitos saudáveis ao longo da vida, mais frutos positivos irá colher lá na frente”, ressaltou o geriatra.

O especialista ressaltou ainda que o estudo do Ministério da Saúde mostra um grande despreparo do País para acolher a pessoa idosa. “Infelizmente, não vejo nenhuma movimentação para mudar essa realidade para que daqui a 30 anos possamos viver num País mais preparado para os idosos, seja no tocante à saúde pública e também com relação à acessibilidade”, avaliou Genelhu.

Fonte: Folha Vitoria

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));