SBPC/ML faz alerta para importância do diagnóstico de Hepatite

No último ano, SP apresentou surto da doença do tipo A revertendo a tendência de queda dos últimos 10 anos.

A Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML) reforça a importância da realização dos testes laboratoriais para detecção da doença e os cuidados para prevenção. A hepatite é uma doença que ataca o fígado, sendo causada na maior parte dos casos por diferentes tipos de vírus. Os mais comuns são do tipo A, B, C e D.

No ano passado algumas cidades brasileiras como RJ e SP registraram um grande aumento no número de casos de Hepatite, revertendo a queda iminente da última década. Segundo boletim do Ministério da Saúde, os casos confirmados no estado de SP saltaram de 155 em 2016 para 1.108 em 2017.

A hepatite A é transmitida por via fecal-oral, principalmente por alimentos contaminados não higienizados adequadamente ou por sexo oral-anal. “Essa informação possivelmente justifica o fato de que os casos mais que dobraram entre homens de 20 a 39 anos”, afirma Carlos Aita, patologista clínico e atual Diretor de Comunicação da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML). Os principais sintomas da hepatite A são febre, náuseas, vômito, inchaço e desconforto abdominal, escurecimento da urina e fezes, amarelamento da pele e dos olhos. O diagnóstico é feito através do exame de sangue. “As unidades de atendimento à saúde precisam oferecer a infraestrutura necessária para disponibilizar um diagnóstico rápido, aumentando as chances de tratamento e cura”, reforça Aita.

Já as hepatites dos tipos B, C e D são transmitidas principalmente por via sexual, uso de drogas endovenosas e por outras vias parenterais, como acupuntura, tatuagens e procedimentos cirúrgicos nos quais não sejam seguidos adequadamente os protocolos de descontaminação previstos.

Para as hepatites dos tipos A e B existem vacinas que já estão inclusas no protocolo vacinal de crianças brasileiras. Também é recomendada para pessoas que fazem viagens para regiões endêmicas, como é considerada grande parte do nosso país.

Para os demais tipos, atualmente já existem tratamentos antivirais altamente eficazes. “O tratamento evita que a doença evolua para formas crônicas graves, cirrose hepática e câncer de fígado”, sinaliza o patologista clínico.

Sobre a SBPC/ML

A Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML) é uma Sociedade de Especialidade Médica, fundada em 1944 e que atua na área de laboratórios clínicos. Com sede na cidade do Rio de Janeiro, tem como finalidade reunir médicos com Título de Especialista em Patologia Clínica/Medicina Laboratorial e de outras especialidades como farmacêutico-bioquímicos, biomédicos, biólogos e outros profissionais de laboratórios clínicos, além de empresas do setor.

A SBPC/ML disponibiliza o PALC – Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos que avalia um laboratório através de auditorias e determina se ele atende a requisitos predeterminados para exercer as tarefas a que se propõe. Dentre vários objetivos esse processo pretende garantir a qualidade dos serviços prestados e a confiabilidade dos resultados.

A SBPC/ML dispõe de projetos de habilitação e qualificação profissional de acordo com a legislação em vigor, através de atividades voltadas para ensino, pesquisa e divulgação científica em Medicina Laboratorial, tendo como meta principal a saúde da população. Para alcançar esses objetivos a SBPC/ML realiza cursos, jornadas, congressos, eventos relacionados e publicações científicas.

Fonte: ADVICE Comunicação Corporativa

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: