Professor com Espondilite Anquilosante, receberá indenização de R$ 30 mil após demissão

A Justiça do Trabalho de Pernambuco julgou abusiva a demissão de um professor portador de doença crônica e condenou o colégio onde ele trabalhava a pagar indenização de R$ 30 mil. Para o Tribunal, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes, no bairro da Jaqueira, Zona Norte do Recife, não poderia ter demitido o funcionário.

O professor, que não teve o nome divulgado, trabalhava na instituição há mais de cinco anos. De acordo com o Sindicato dos Professores de Pernambuco (Sinpro), a diretoria sabia do estado de saúde do profissional e o demitiu um mês após ele voltar do benefício previdenciário. O homem foi diagnosticado em fevereiro de 2013 com uma doença grave e degenerativa. Mesmo com Espondilite Anquiolosante, o professor poderá voltar a trabalhar normalmente. A denúncia da demissão foi feita pelo sindicato.

ESPONDILITE ANQUIOLOSANTE – É uma doença inflamatória crônica e que não tem cura. Ela afeta e causa dor em diversas articulações do corpo, principalmente na coluna.

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!