Palmilhas posturais corrigem, tratam e tiram as dores. Saiba mais

A técnica da podoposturologia consiste na reeducação postural através do uso de palmilhas

Os pés são responsáveis por toda a sustentação do corpo e nos dão equilíbrio e estabilidade. Por isso, é comum que com o passar dos anos eles sofram alterações que acabem interferindo na regulação da postura, bem como no alinhamento da estrutura esquelética, causando lesões nos tornozelos, joelhos e/ou quadril.

Felizmente, um novo conceito terapêutico, chamado de podoposturologia, vem sendo amplamente utilizado para tratar problemas de ordem postural e aliviar dores nos pés, tornozelos, pernas, joelhos, quadris, coluna vertebral, entre outros.

“A técnica auxilia na prevenção e no tratamento terapêutico por meio da prescrição de palmilhas posturais, que podem ser usadas no tratamento e na prevenção de diversas dores. As palmilhas servem ainda para corrigir alguma variação postural inadequada, que pode alterar a biomecânica da pessoa”, explica o fisioterapeuta Denis Rafael Gracioto, que trabalha com a confecção de palmilhas posturais.

Ele ressalta que as palmilha são recomendadas para quem sofre de escoliose, diferença no tamanho da pernas, dores nas costas, quadril e/ou joelho, dores e ou alterações locais nos pés, como esporão de calcâneo, fasceíte plantar, joanete, calosidade, pé chato, pé diabético, neuroma de Morton e tendinite de calcâneo, auxiliando tanto no tratamento como na prevenção destes problemas.

Outro grupo que pode ser beneficiar das palmilhas é o dos atletas, já que elas proporcionam o equilíbrio correto entre as estruturas articulares, musculares e tendões, evitando lesões.

Dr. Denis Rafael Graciotto com o jogador da Seleção Brasileira, Miranda

As palmilhas podem ser usadas por todos, crianças, adultos e idosos, em qualquer tipo de calçado (inclusive tênis de corrida, sandálias e sapatos de salto). O tratamento tem um custo acessível e seu resultado é rápido e seguro.

EXAME DE BAROPODOMETRIA – O fisioterapeuta enfatiza que a prescrição de palmilhas é feita após um exame chamado de baropodometria , que avalia as pressões plantares durante a marcha e determina o centro de pressão durante a caminhada, identificando o tipo de pisada, instabilidades, impulso e outras alterações biomecânicas.

“É ele que mostra como está a distribuição de carga entre os pés e as rotações de tronco que o paciente apresenta. Funciona através de sensores que captam com precisão os pontos de pressão sob a sola do pé e os quantificam numericamente em unidade de pressão. Na sequência, são avaliados os elementos corretivos necessários para então confeccionar a palmilha, que é feita sob medida para cada paciente”, afirma Graciotto.

BENEFÍCIOS – Os benefícios já podem ser sentidos no primeiro mês de uso, como foi o caso da dona de casa Clarice Martins, de 53 anos. Ela conta que sofria muito com as dores provocadas por uma artrose do joelho.

“O médico ortopedista havia me indicado a cirurgia no joelho, mas por recomendação do meu filho, que é jogador de futebol, resolvi procurar a podoposturologia. Com cerca de 30 dias de uso das palmilhas eu já comecei a sentir um grande alívio nas dores. Hoje, já estou usando há cerca de oito meses e consegui evitar a cirurgia até o momento. Em vista do que eu estava antes, hoje posso dizer que estou ótima”, conta Clarice.

De acordo com Graciotto, o uso de palmilhas posturais pode ser comparado a um tratamento com aparelho ortodôntico, com início, meio e fim. “Através das palmilhas adequamos novamente a postura do paciente, promovendo um reequilíbrio e corrigindo as assimetrias posturais. Tudo isso ameniza a sobrecarga na coluna vertebral, nos joelhos e nos pés”, finaliza.

Serviço:

Dr.Denis Rafael Graciotto

Fisioterapeuta

Atendimento na Vitalitê Clínicas (Centro de Terapia Regenerativa e Tratamento da Dor).

Rua Salgado Filho, 1250.

Telefone: (44) 3062-2993

Redes Sociais: Facebook

Instagram: @dr.denisgraciotto

(Conteúdo Patrocinado)

Fonte: Portal da Cidade Paranavaí

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));