Notícias

Mitos e verdades da reumatologia

Reumatismo “ataca” no frio?

MITO! A doença existe independente da época do ano. O que acontece é que a percepção dolorosa e a sensibilidade aumentam bastante em baixa temperatura, levando o paciente a pensar que os incômodos aparecem e a doença se manifesta enquanto é frio.

Reumatismo é doença de velho?

MITO! O termo “reumatismo” é um termo popular consagrado para se referir a alguma das muitas doenças que podem ter manifestações no sistema músculo esquelético. As doenças reumáticas podem ocorrer em qualquer faixa etária. Por exemplo, febre reumática acontece mais em crianças, lúpus mais em mulheres em idade fértil, artrose mais comum nos idosos.

Exame para reumatismo?

MITO! O termo “reumatismo” é vago como já foi mencionado acima. Os exames, quando solicitados, levam em consideração a queixa e o exame físico de cada paciente. A grande maioria deles é inespecífica e devem ser analisados com muito cuidado. Além disso muitos destes exames podem estar alterados em indivíduos saudáveis.

Alimentos ácidos aumentam o ácido úrico?

MITO!  O ácido úrico é um produto do metabolismo de uma variedade de proteínas chamada purinas. Já os encontrados em frutas e alimentos são o ácido cítrico, o ácido ascórbico e o ácido acético. Tem em comum apenas o fato de serem ácidos.

Existe fórmula para reumatismo?

MITO! Isso não existe. Cada doença tem seu esquema terapêutico definido. Essas “fórmulas” geralmente consistem em um coquetel de drogas com efeito paliativo e frequentemente associado a uma grande quantidade de efeitos colaterais.

Reumatismo no sangue existe?

Este é uma expressão criada há muitos anos pelos próprios médicos para aqueles pacientes com dor e alguma alteração nos exames laboratoriais (“exames de sangue”) sem que necessariamente houvesse doença.

Dr. Gustavo Fassina – CRM/ PR 35.800 – Clínica Médica – RQE 23234 – Reumatologista – RQE 23235 – Mestre em Fisiopatologia Clínica – Membro da Sociedade Brasileira de Reumatologia Instagram@reumato.fassina – facebook.com/reumato.fassina

Fonte: Tn online.

Related posts

Desfecho Pesquisa Global Artrite Reumatoide “RA Join the Fight”

Priscila Torres

FESCA alerta: Doentes com esclerodermia mais vulneráveis face à Covid-19

Priscila Torres

Pacientes em Campinas padecem com falta de medicamento para artrite reumatoide

Priscila Torres
Loading...