Encontrei saúde na atividade física

A artrite está presente em minha vida desde 2012. Por uma somatória de fatores, estresse do trabalho, estresse emocional (pai com doença terminal e avó falecida) e sobrepeso, acabei pegando uma bactéria que me causou 6 amigdalites seguidas. Na segunda ou terceira amigdalite, fiquei com o joelho direito imenso, não conseguia andar e nem mesmo mover o joelho. Quando fui ao ortopedista fiz punção e foram retiradas 13 seringas de água do meu joelho. Tive que fazer mais uma punção uma semana depois e uma terceira ao longo desses anos. Qualquer variação de temperatura os joelhos inchavam, passei a ter nos dois, me causando dores que me faziam ficar de repouso.

Tive incontáveis crises até que comprei um spray de dorflex – Ice hot e um par de joelheiras. Quando inchava o joelho passava o spray e colocava a meia e ficava assim por uns 2 dias ou mais, ficava o tempo necessário para meu restabelecimento. Recentemente, em maio de 2016 mais precisamente, tive a oportunidade de assumir uma substituição de vice direção em uma escola da minha cidade. Essa escola tinha um andar superior, onde aliás se encontrava a sala que eu ficava. Tinha que subir e descer esse lance de escadas umas 20 vezes por dia. E com isso, sem saber, meu joelho foi se fortalecendo. Porém, acabei engordando uns 10 quilos. Fiquei nessa escola por 1 ano.

Quando saí percebi que meu joelho estava melhor, só tinha artrite nas mudanças de tempo.
Em agosto deste ano, 2017, resolvi ir para a academia e entrei no Muay Thai, mas sigo meu ritmo, sem pular e nem dobrar o joelho. Enquanto as pessoas corriam eu caminhava. Comecei a perder peso e deixar meu estresse todo nos treinos. Comecei também a fazer Pilates e a perda de peso está se acelerando. Há uns 10 dias atrás tentei correr no treino, não é uma corrida forte, apenas trote e para minha surpresa meu joelho correspondeu muito bem, sem o menor inchaço. Por esses dias está um pouco frio e meu joelho está ótimo. Estou conseguindo também dobrar meu joelho. Pedi a Jesus que me ajudasse. Já que tinha a doença que eu aprendesse a lidar com ela. Na academia encontrei saúde. Espero que meu depoimento ajude. Se eu puder ter ajudado uma pessoa já me sinto muito feliz.

Me chamo Keila, tenho 41 anos, convivo com a artrite há 6 anos, sou professora, moro em São Carlos – SP.

 

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.