Depoimentos

E de repente Artrite reumatoide!

Aos meus amigos, “que são mais iguais a mim”. Me chamo Dolores Lima, em 2005 eu estava com problemas. Parecia que tudo pesava nos meus ombros, tinha dores no corpo e um cansaço, uma apatia. Entrei em férias e fui ao PS para tomar um remédio injetável para melhorar na hora. Sempre fui alopata, tomei Benzetacil durante 26 anos. O Médico me encaminhou para o Reumatologista com indicação de Fibromialgia.

De repente, já era Artrite Reumatoide, mas eu sarei uma vez do reumatismo, pensei : vou sarar de novo. Não posso mais tomar anti-inflamatórios, tive uma úlcera após cinco anos de uso constante. Ainda tenho medo da dor, de ser chata, preguiçosa, não é possível tanta falta de energia. Tenho fé em Deus. Há muito amor na minha vida. A solidariedade sempre esteve presente. Nunca estive só.

Sou filha de Maria e Henrique e muito mimada por uma família e amigos maravilhosíssimos, apoio médico e no trabalho. E para celebrar 2013 e os meus 50 anos, vou ser avó. Minha vida Marcela, aos 24 anos, me dará uma nova paixão: Maria Alice. Em tratamento reumatológico desde julho/2005. Quadro de artrite reumatoide, sequela de febre reumática (insuficiência na válvula mitral) e episódios de fibromialgia, hipotireoidismo, ceratocone, obesidade, depressão, ansiedade. Medicamentos que eu uso: Puran, Omeprazol, Ranitidina, Prednisona, Hidrocloratiazida, Atenolol, Fluoxetina, Metrotrexato, Endofilin, Etanercept, Codeína.

Nota: Dolores do Ó, faleceu no ano de 2015 em decorrência de uma infecção generalizada de causa desconhecida. 

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Related posts

O pior de tudo era a indiferença e a falta de esclarecimento das pessoas

Priscila Torres

Por razões maiores necessitamos aprender com as doenças, pois a vida nunca para!

Priscila Torres

Amo a Praia e minha maior tristeza e não poder passar o dia no sol!

Priscila Torres
Loading...