Médicos são cautelosos sobre a suplementação

“Se lhe dão um remédio que serve para tudo, desconfie. Não se tem bem um consenso sobre até que ponto a vitamina D é importante”. A avaliação é da presidente regional da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai), Fabiane Pomiecinski. Para ela, a suplementação de vitamina D só deve ocorrer quando houver comprovação de taxas insuficientes. “A indicação de suplementação acontece para prevenir infecções, principalmente em crianças com imunidade baixa”, ressalta.

O médico do esporte Marcus Strozberg é mais categórico ao dizer que “não há comprovação científica de que a vitamina D traga benefícios para quem não tem déficit”. Conforme ele, a vitamina D é importante, por exemplo, para pessoas que têm uma doença muscular, como distrofia, e nos casos de depressão. “Mas usar para melhorar performance e associar a vitamina D como algo que vai melhorar isso, não se comprova”, afirma.

Fonte: O Povo

Social Media
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!