Confira a lista de medicamentos para Artrite Reumatoide coberto pelo SUS

Com a publicação do novo “PCDT”, o tratamento da Artrite Reumatoide no Brasil, passa a contar com um amplo arsenal medicamentoso, o que permitirá ao médico reumatologista, a escolha pelo melhor e mais eficaz tratamento da pessoa com Artrite Reumatoide.

Atenção Pacientes: devemos levar em consideração que não são todas as pessoas com Artrite Reumatoide, Artrite Idiopática ou outras formas de artrite que necessitam usar os medicamentos biológicos e a escolha e opção pela mudança de tratamento medicamentoso é uma decisão exclusivamente médica que deve ser compartilhada e discutida com o paciente. Por isso, entendam que para iniciar o tratamento com medicamento biológico é preciso seguir as orientações e critérios deste protocolo de tratamento do Ministério da Saúde, protocolo este que é de conhecimento dos médicos reumatologistas. O Médico Reumatologista é a melhor pessoa para indicar a mudança de tratamento.

O acesso aos medicamentos de alto custo, continua sendo os mesmos;

  • Preencher critérios de indicações clínicas (do PCDT-AR)
  • LME (laudo de medicamentos especializado) preenchida e com número do CNS (Cartão Nacional do SUS) e também CPF Ou CNeS do Médico prescritor.
  • Receita em duas vias com validade para 3 meses.
  • Exames conforme critérios da PCDT-AR
  • Renovação do processo da LME, exames a cada 3 meses para garantir a segurança do uso dos medicamentos de alto custo.

Lista de medicamentos:

Anti-inflamatórios não esteroides (AINE)

  • Ibuprofeno: comprimidos revestidos de 200, 300 e 600 mg; solução oral de 50 mg/ml.
  • Naproxeno: comprimidos de 250 mg ou de 500 mg.

Glicocorticoides
– Metilprednisolona (acetato) (intra-articular): frasco de 40 mg/2 ml.
– Metilprednisolona (succinato) (intravenoso): frascos de 40,125, 500 ou 1.000 mg.
– Prednisona: comprimidos de 5 ou 20 mg.
– Prednisolona: solução oral de 1 e 3 mg/ml.

Medicamentos modificadores do curso da doença – sintéticos
– Metotrexato: comprimidos de 2,5 mg; frascos de 50 mg/2ml.
– Sulfassalazina: comprimidos de 500 mg.
– Leflunomida: comprimidos de 20 mg.
– Hidroxicloroquina: comprimidos de 400

  • Cloroquina: comprimidos ou cápsulas de 150 mg.

Medicamentos modificadores do curso da doença – Medicamentos Biológicos
– Adalimumabe: seringas preenchidas de 40 mg.
– Certolizumabe pegol: seringas preenchidas de 200 mg.
– Etanercepte: frascos-ampola de 25 e 50 mg; seringas preenchidas de 50 mg.
– Infliximabe: frascos-ampola de 100 mg/10ml.
– Golimumabe: seringas preenchidas de 50 mg.
– Abatacepte: frascos-ampola de 250 mg.
– Rituximabe: frascos-ampola de 500 mg.
– Tocilizumabe: frascos-ampola de 80 mg.

Imunossupressores

  • Ciclosporina: cápsulas de 10, 25, 50 e 100 mg; solução oral de 100 mg/ml em frascos de 50 ml.
  • Ciclofosfamida: frascos-ampola de 200 ou 1.000 mg.
  • Azatioprina: comprimidos de 50 mg.

Medicamentos 2 Medicamentos1

O novo Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para o Tratamento da Artrite Reumatoide, foi publicado em Diário Oficial da União, na data de 28/06/2013. E está disponível para consultas no link: http://www.in.gov.br/visualiza/index.jsp?data=28/06/2013&jornal=1&pagina=71&totalArquivos=144

O Grupo EncontrAR, junto com outras Organizações de Pacientes Reumáticos de todo o Brasil, comemora esta conquista..”o Direito de Acesso e acesso a tecnologia medicamentosa como forma de manutenção e recuperação da Qualidade de Vida da pessoa com Artrites no Brasil”.  O EncontrAR participou ativamente na luta por este direito, movimentamos as redes sociais com a campanha “TwittAR” envolvendo e empoderando o paciente com AR para serem um PAR “Paciente – Ativo e Responsável”

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

69 Comentários

  1. Estou tomando o Remicade, porém ele não tá adiantando e meu médico disse qu teria que tomar pelo menos 4 dozes para poder passar para outro tipo, nao consigo tomar comprimidos por causa da gastrite adquirida com medicamentos, alguem tem alguma orientação….

    • André, a pessoa mais indicada a te orientar é o seu médico. Certamente seu médico te indicará o melhor medicamento que não venha trazer problemas gástricos. Existe vários outros medicamentos biológicos que são através de injeções subcutâneas e endovenoso. Com a atualização do Protocolo de tratamento no Ministério da Saúde, seu médico terá liberdade para escolher o medicamento mais indicado para o seu caso. Com a nova prescrição médica em mãos se precisar de ajudar estamos a sua disposição!!
      Abraços!!

  2. Parabéns á todos do Grupo EncontrAR.
    Felizmente conseguimos nossos direitos, foram muitas lutas .
    Desejo aos pacientes que necessitam do tratamento, tenham seus direitos garantidos sem todas aquelas burocracias que vinha se arrastando há anos.
    Eu abençoada por ter acesso a estes medicamentos há muitos anos .
    Hoje fico feliz pela noticia que muitos pacientes que necessitam dos medicamentos de Alto Custo, não precisem mais passar por todas essas burocracias processos se arrastando na justiça há anos.
    Só um lembrete : Fiquem de olho nos meses, nunca se esqueçam de renovarr o LME.
    Enfatizando meus parabéns a todos que se engajaram nessa luta.

  3. Nossa q felicidade! Realmente ja estava ficando complicado comprar todos os remedios! Parabens!!! Aguardo ansiosa um encontro do grupo em Belo Horizonte!!!

  4. Fico Feliz em saber que conseguimos por + essa Vitória!!! Falo que conseguimos porque tbm tenho Ar e sei bem de como é a nossa luta para conseguirmos Bons medicamentos, para que assim possamos ter uma melhor qualidade de Vida. Assim Parabenizo todo o Grupo Encontrar pela dedicação e da Atenção para com todos nós que sofremos de Ar, e essas medicações serão Bem Vindas 🙂

  5. Adorei o blog,tenho artrite reumatoide desde dos 21 anos,tenho agora 36 anos,no começo sentia muita dor depois de cirurgia e tomar muitas medicações estiver sentindo melhorar,tomo atualmente embrel e me sinto muito bem.

  6. a burocracia, continua muito grande para ter acesso ao medicamento. a cada 6 meses tenho que passar por reavaliação e horrível tenho (AR) TENHO SEMPRE QUE ESTA PROVANDO?deveria ser uma coisa automática.sei que vou tomar a vacina pelo resto da minha vida… abraços.

  7. oi, preciso conviver com pessoas que sofrem as dores de artrite para ganhar forças e trocar figurinhas. Abraços

  8. Obrigada por essa conquista!
    Uma dúvida: o que é preciso fazer para se ter acesso a esses medicamentos pelo SUS?
    Faço uso de prednisona, hidroxicloroquina e metotrexato.
    Qual a documentação necessária?
    Obrigada!

  9. Minha mulher está a dois meses tentando receber o medicamento Leflunomida 20 mg pelo SUS de Recife – PE, mais a burocracia ainda é grande. Por este motivo tivemos que comprar do nosso bolso, já a segunda caixa (R$ 300,00 cada). Infelizmente temos que passar por estas dificuldades para ter acesso ao medicamento… Parabéns pela iniciativa!!!!

  10. Faço uso da Medicação, Sulfato de Glicosamina+Sulfato de Condroitina, há quase dois anos é um remédio muito caro e devo tomá-lo por mais algum tempo, segundo o meu Reumatologista. Sou aposentada e tenho um Plano de Saúde, 'Geap Saúde" , posso adquirir esta medicação pelo SUS?

    • Quando o medicamento não faz parte da lista fornecida pelo SUS, se faz necessário uma ação judicial, é burocrático mas o histórico de obrigação do fornecimento dessas medicação pelo SUS vale a pena entrar com uma ação judicial

  11. Conheço uma senhora. víuva,(84 ANOS) solitária.(mora sem sozinha, sem parentes( que está sofrendo muito com reumatismo, dores na coluna,artrose, que além, de tudo tem problemas. renais, nao pode fazer uso de corticóides… então sofre muito, nesta última sexta-feira. 09.10 estive acompanhando-a num Pronto socorro, com queira de muitas dores (POIS JA TEM OS DEDOS DAS MAOS E DOS PÉS PENDURADOS0 E DERAM-LHE UMA INJEÇÃO PRA TIRAR A DOR.. O MÉDICO QUE A ATENDEU FALOU SOBRE O USO DO MEDICAMENTO BIOLÓGICO, E AINDA CITOU UMA “INJEÇÃO UMA VEZ POR MÊS), COMO DEVO FAZER PARA QUE ELA TENHA ACESSO A ISSO??? E, HÁ MESMO UMA MELHORA PARA O QUADRO DELA.
    QUEM PODE ME AJUDAR. EU SOU AMIGA DELA. E GOSTARIA MUITO DE AJUDA-LA.
    AGRADEÇO DESDE JA QUALQUER ORIENTAÇÃO.

    • Magali
      Os medicamentos biológicos são uma alternativa de tratamento para artrite reumatoide e várias outras doenças reumáticas, no entanto, a prescrição do biológico é feita por médicos reumatologistas, como você está dispostas a ajuda-la, é preciso conseguir passar ela em consulta com um médico reumatologista para iniciar um tratamento adequado para a doença, em consulta e após avaliação criteriosa, o reumatologista saberá dizer se ela tem condições clínicas para tomar o medicamento biológico.
      Qualquer dúvida, estou à disposição.
      Att
      Priscila Torres

  12. Olá. Estou com a doenca, mas sem tratamento, pois aguardo consulta na fila do reumatologista pelo SUS. Penso em consultar particular, devo pedir pelos remédios biológicos. Os da lista acima do SUS o médico tem que ser credenciado.

    • Denise, todos os medicamentos biológicos disponíveis para tratamento da artrite reumatoide no Brasil, estão na lista do SUS, no entanto, a decisão pelo uso de medicamentos biológicos é uma decisão exclusivamente médica, baseada em seu estágio da doença, sugiro que converse com o seu médico e discuta com ele sobre a necessidade ou não de medicamentos biológicos.
      Boa Sorte!

  13. Olá, Boa noite.

    Minha mãe tem reumatismo, osteoporose e todos os derivados dessas doenças…O médico encaminhou ao plano o pedido de uma injeção que é muito cara para continuar o tratamento dela. Não sei o nome desse remédio, mas comentaram que ela precisa ficar internada, que é muito caro e provavelmente o plano não vai liberar. VocÊ conhece essa injeção? Será que não é perigoso pra saúde dela? e o sus têm? Estou sem rumo, pois não acompanho as consultas delas e só sei por telefone essas novidades e tenho medo de piorar o que já tá muito ruim. Obrigada

    • Rosilene, é importante saber o nome deste medicamento, pela descrição acredito que seja um medicamento biológico, neste caso:
      O plano de saúde tem obrigatoriedade de fornecer
      Não é necessário internação, se o medicamento biológico for feito na veia é necessário que seja administrado em ambiente hospitalar, para isso existe clínicas de infusão (que são lugares que fazem a infusão deste tipo de medicamento).
      Não tenha medo, pois são medicamentos seguros, usados há mais de 15 anos no Brasil e com estudos médicos que comprovam sua segurança e eficácia.
      O SUS fornece no Brasil todos os tipos de medicamentos biológicos para Artrite Reumatoide.
      Estou à disposição!
      Abraços.

  14. Boa tarde, gostaria de compartilhar minha grande preocupação como mãe, meu filho tem 11 anos e mês passado foi internado com febre e muitas dores nas artiuclações, ele não conseguia andar nem para ir no banheiro sozinho, os médicos fizeram vários exames e nada de saber o que ele tem, está em tratamento e estamos ai na luta tem dias que ele acorda bem sem dor nenhuma, e tem dias que ele nem consegue por os pés no chão por causa das dores, e as vezes inchados, só deixaram ibuprofeno para caso de dor que na verdade não ajuda em nada, não sei mais o que fazer….

    Pelo o que já pesquisei e pelo o que os médicos dizem pode ser artrite reumatóide….

    • Adriana, é importante passar o seu filho em avaliação com um reumatologista pediátrico, para fazer uma boa investigação e saber se é ou não Artrite Idiopática Juvenil, o reumatologista pediátrico é o melhor profissional para tirar essa dúvida! Caso tenha WhatsApp, pode me escrever que conversamos com mais agilidade, o meu é: (11) 98619-9801.

    • Pode ser o acido urico alto.tem que fazer exame de sangue e se tiver acima de 6.00 mgs tem que fazer um regime com alimentos sem purina. Espero que tenha ajudado

  15. eu tomei a anos atraz o remicade um remedio caro que ganhei do governo mas hj em dia vivo muito bem muito pouca dores vale a pena perguntar pro seu medico sobre remicade

    • Os medicamentos biológicos, nos últimos anos tem revolucionado a qualidade de vida das pessoas com doenças autoimune, mas devemos ter a indicação médica, pois devem ser utilizados no momento certo.

  16. olá minha filha tem 15 anos e a uma ano atrás foi diagnosticada com a artrite reumatoide juvenil, desde então já tomou vários medicamentos como metrexato, ibuprofeno, leflunomida mas nenhum tem dado resultado satisfatório essa doença atingiu todas as articulações, que estão todas inflamadas não sei mais o que fazer

    • Luiz
      Existe medicamentos modernos que podem ser administrados em crianças e adolescentes com artrite, esses medicamentos fazem parte de 9 tipos de medicamentos chamados “biológicos”, todos são de alto custo é fornecido pelo SUS e plano de saúde. Converse com o médico da sua filha e peça para analisar as possibilidade de tratamento, esses medicamentos tem permitido uma vida com qualidade e sem dor.

  17. Vi que todas as dúvidas aqui são de como conseguir medicamento pelo SUS, mas minha dúvida é outra, mas é sobre doença reumática e gostaria de saber se posso perguntar.

  18. Bom dia,eu tenho artrite reumatóide ,só q antes disso eu descobrir q tenho fascite plantar no meu pe direito e epicondilite lateral no meu braço direito.E também sou ipertensa ,gostaria de saber qual o melhor tratamento ,porque o meu medico ortopedista e reumatologista só me passam pra tomar injeção betatrinta e prednisona ,também reuqinol ,só q eu me sinto mal com esses remédios. To sentindo muita dor no meu braço q ta com epicondilite. Aguardo resposta.

    • Uau 🙁 que triste isso Jakline.. troque de médicos urgente, eles não estão seguindo os consensos de tratamento da Sociedades Brasileiras de Reumatologia para tratamento da Artrite Reumatoide, sugiro que busque passar em consulta com um reumatologista que seja tenha titulo de especialista pela sociedade de classe.

  19. […] Os medicamentos biológicos são fornecidos através do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêutica “PCDT” da Artrite Reumatoide que desde 2006 fornece no SUS essa linha de medicamentos, à princípio 03 medicamentos e desde 2013, temos no SUS 08 medicamentos biológicos disponibilizados em todo território nacional, são esses medicamentos: – Adalimumabe: seringas preenchidas de 40 mg. – Certolizumabe pegol: seringas preenchidas de 200 mg. – Etanercepte: frascos-ampola de 25 e 50 mg; seringas preenchidas de 50 mg. – Infliximabe: frascos-ampola de 100 mg/10ml. – Golimumabe: seringas preenchidas de 50 mg. – Abatacepte: frascos-ampola de 250 mg. – Rituximabe: frascos-ampola de 500 mg. – Tocilizumabe: frascos-ampola de 80 mg. Para saber mais leia: http://artritereumatoide.blog.br/2013/06/28/confira-a-lista-de-medicamentos-para-artrite-reumatoide-… […]

  20. […] Os medicamentos biológicos são fornecidos através do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêutica “PCDT” da Artrite Reumatoide que desde 2006 fornece no SUS essa linha de medicamentos, à princípio 03 medicamentos e desde 2013, temos no SUS 08 medicamentos biológicos disponibilizados em todo território nacional, são esses medicamentos: – Adalimumabe: seringas preenchidas de 40 mg. – Certolizumabe pegol: seringas preenchidas de 200 mg. – Etanercepte: frascos-ampola de 25 e 50 mg; seringas preenchidas de 50 mg. – Infliximabe: frascos-ampola de 100 mg/10ml. – Golimumabe: seringas preenchidas de 50 mg. – Abatacepte: frascos-ampola de 250 mg. – Rituximabe: frascos-ampola de 500 mg. – Tocilizumabe: frascos-ampola de 80 mg. Para saber mais leia: http://artritereumatoide.blog.br/2013/06/28/confira-a-lista-de-medicamentos-para-artrite-reumatoide-… […]

  21. Olá pessoal ! Estou precisando de ajuda. Tenho 54 anos e desde 2005 venho sofrendo com dores, e nenhum médico resolve meu problema. Comecei com dor no calcanhar e na parte posterior dos joelhos ( fossa poplítea ) em 2010 tive vasculite nos dois pés e pernas atingindo até metade das pernas, depois disso comecei a ter dor e queimação nos pés e pernas ( tenho a sensação de estar usando uma bota de fogo ) foi então que intensifiquei minha busca por ajuda, porém sem sucesso. Como fiz uma eletroneuromiografia e deu que tenho polineuropatia periférica, e não tenho diabetes, começaram a SUPOR que eu tenho doença auto-imune, nenhum exame de reumatismo deu positivo ( já fiz vários ) de Janeiro de 2014 até agora foram tantos que nem dá para listar aqui. Só dá alterado o PCR quando tem muita inflamação e inchaço. Já tomei várias fórmulas com cloroquina, corticóide, etc …já tomei Tecnomet, Glucoreumin, Azatioprina, e outros que nem lembro mais e atualmente estou tomando hidroxicloroquina e uma fórmula com meloxicam que melhorou só um pouco. O que deu mais resultado foi Prednisona, que além de fazer eu ganhar alguns quilos ainda prejudicou muito meu fígado e eu precisei parar. O último reumatologista que eu fui ( o 5º por sinal ) não pediu nenhum exame, não me examinou e disse que é AR. Então gostaria de saber se é possível eu ter AR mesmo com o exame ter dado negativo, e também se alguém já viu alguma relação de AR com vasculite e polineuropatia.
    Tenho osteopenia, discopatia degenerativa e espondilose incipiente ( coluna lombo-sacra ) e tendinopatia do quadríceps femural bilateral + artropatia na articulação femuro-tibial bilateral ( joelhos.
    A queimação só piora quando faz calor, então atualmente ela está dando uma trégua. Mas quando ando bastante ( mesmo agora que estou medicada ) sinto dor na parte lateral externa dos pés, calcanhar, tendão de aquiles, panturrilha até atrás do joelho, além da dor sinto peso como se estivesse arrastando uma montanha. Os joelhos doem na parte da frente também ( não consigo subir ou descer escadas )
    Desde 2005 que não consigo usar calçado fechado, tem dia que nem consigo andar, e os médicos querem que eu pratique alguma atividade física para perder peso. Isso é muito triste, ainda jogam a responsabilidade nas costas da gente, também não falou que eu podia pegar hidroxicloroquina na farmácia de alto custo, certamente por preguiça de preencher o formulário.
    Mesmo tomando antidepressivo e passando por acompanhamento psicológico, às vezes penso em desistir de tudo. Se alguém puder me ajudar eu agradeço. Desculpem o desabafo !!!

    • Boa noite, Sugiro a você trocar de reumatologista, pedir uma segunda opinião, tendo em vista que tratamentos convencionais não deram certo para você, seria bom você tentar os tratamentos com biologicos.

  22. Eu faço tratamento da AR e fibromialgia na STA CASA em BH,É pelo SUS,sou muito bem atendida,são ótimos profissionais.Já são 14 anos que faço controle,vou de 4 a 5 vezes ao médico ao ano. Depende,as vezes vou apenas 2 v. Me sinto muito bem,só teve que suspender a cloroquina porque deu complicação na visão.Quem faz o uso desse medicamento tem que fazer controle c oftalmologista,por isso foi detectado o problema e o médico suspendeu o uso da cloroquina.Tomei o metotrexato comprimido depois injetável,pensa num remédio que me fazia mal !. A médica trocou pelo golimumabe,não sinto mais mal.posso dizer que estou muito bem! Pois no início que descobri a doença,fiquei até sem andar,me carregavam p tomar banho e tudo mais.Aquela situação me deixava muito mal,eu chorava muito,fiquei c depressão! agora me sinto bem melhor,tem é que acostumar c o desconforto da dor.boa sorte colegas do clube!Deus abençoe a todas(os) vocês dando forças para vencer em nome do SR JESUS!!!!

  23. olá boa tarde, tenho AR, 56 anos, uso Reuquinol 400 mg e Endofolim 5mg e Vitamina D 7000UI, sou aposentada, tenho direito a esses medicamentos pelo SUS? grata.

    • Neca, tem medicamentos sim, mas nós não podemos indica-los. Converse com o seu médico e explique a sua dor, solicite ajuda ao médico que está habilitado a te medicar da melhor forma possível.

Olá, deixe um comentário!