Estou cansada de sofrer preconceito e incompreensão, ninguém entende a dor da artrite

Tudo começou com uma simples dor nas pernas, com o passar do tempo foi aumentando cada vez mais, já não conseguia dormir gritava de dor a noite inteira, fui em vários hospitais e não conseguia nada me mandavam procurar um posto de saúde onde também falavam que no posto não fazia aquele tipo de tratamento.
Foi então que depois de muito sofrimento e com ajuda de Deus conseguir o tratamento no Hospital de Base de Brasilia, com 06 meses recebi o diagnóstico eu não tinha noção da gravidade da doença até porque não tinha conhecimento nunca tinha ouvido falar em AR, achava que tomava uns remedinhos e ficaria bem, mas não foi bem assim.
Tudo foi piorando já não conseguia fazer meus trabalhos domésticos, foi então que percebi a incompreensão das pessoas com as quais convivia. Luto sozinha, não tenho ninguém para me acompanhar nas minhas consultas, se consigo ir tudo bem, se não consigo fico sem consultar.
Hoje minha vida se transformou em um pesadelo, mas nunca perdi minha fé. Procuro sempre me alegrar com alguma coisa, pratico exercício físico na academia onde me sinto um pouco melhor. Mas sempre me vem a depressão devido não ter o apoio necessário. Às vezes me sinto tão só, que  chego até pensar em besteiras, porque ouço diariamente que não tenho problema nenhum de saúde, que sou folgada, preguiçosa,etc. Isso me deixa desanimada, sem a mínima vontade de lutar. NÃO AGUENTO MAIS SOFRER..

Meu nome é Rosynha, tenho 45 anos e há 10, convivo com Artrite Reumatoide, moro em Brasília e sou costureira.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

3 Comentários

  1. Olá tbm tenho ar , antes tratava de fibromialgia e só a 1 ano descobri realmente o que tenho , fiquei travada pensei que não voltava a andar tomo remedios dia todo , agora vou começar um novo e o pior é isto as pessoas acham que voce finge , ninguem se preocupa , tem dia que para ir ao medico vou na garra e outros eu desisto pque não aguento andar de onibus é um sofrimento ,um dia bem no outros dores por todo corpo só Deus para me ajudar

  2. olá Rosynha, nem vou perguntar como esta pois sei bem como é, apesar do meu caso ser negativo para Reumatismo, mas tenho artrite psoriásica, e sofro também há mais de 15 anos, hoje eu tenho 38 anos, e sei também como é as pessoas nos olhar e não notar o que temos. a dor que sentimos, diariamente, tenho dores a noite também, mesmo com o medicamento que tomo que é o Metotrexato, e fora os anti-inflamatórios, que evito tomar, não sei como aguento quando vem as crises, inflama minhas articulações, tive uma crise horrível, no final de 2015, posso dizer que foi a pior que tive, nesses anos todos, achei que nunca mais andaria. foram mais de um mês com dores horríveis, nas pernas, bacia e quadril, sou casada tenho milagres que são meus 2 filhos, um de 13 anos e outro de 6 anos, presente de Deus, para mim, pois não podia engravidar, são eles que me motivam mesmo sendo as vezes um pouquinho só, pois a depressão sempre quer tomar conta, há 2 anos parei de trabalhar, pois não aguentava trabalhar fora, e cuidar dos filhos, casa e marido, e muita depressão. uma luta diaria. até hoje,
    mas como vc disse se não é Deus na nossa vida. creio que ja tinha feito muita bobagem nesta vida. a vontade de desistir, me assombra mas tento olhar e ver mesmo que pequena quase invisível uma luz no final do túnel que me faz continuar mesmo me arrastando. ninguém esta preparado para nos entender não ser nos mesmas, até a depressão é questionada, o porque eles não veem motivo. acha que temos uma vida perfeita, que reclamamos de tudo que tem gente muito pior, sei que sim, mas para quem carrega sua dor, ela é unica e intransferível.
    o que posso dizer a você que continue nesta fé, e força, não desista nunca, não é facil eu sei bem, o que fez é muito bom, contar sua historia, compartilhar sua dor, realmente faz bem, as vezes achamos que somos as únicas a passar por isso. mas tem muitas e muitas que sofrem caladas como nos. um abraço, é uma luta, mas o fato de ter tido a coragem de relatar, se expor, ja é uma vitoria, temos que falar mesmo, pois se não falarmos ninguem saberá o que passamos. a falta de informação ainda é muito grande, eu alem da artrite psoriásica tenho hipotireoidismo, outro problema dificil de controlar.
    abraço.

Olá, deixe um comentário!