Notícias

Você sofre de artrose? Veja como se preparar para pular o Carnaval

Confira a entrevista com o médico reumatologista Jozélio Freire de Carvalho e previna-se contra as dores físicas causadas pelas horas de folia momesca

Dançar, pular, vibrar! Tudo é alegria durante o carnaval. Inclusive andar e ficar em pé por muitas horas. Todo esse esforço para ver e curtir os artistas pode levar à intensificação das dores para aqueles que sofrem de artrose. Porém, algumas atitudes prévias podem melhorar o condicionamento e evitar o agravamento do quadro.

iSaúde – Uma das estruturas que mais sofrem com o avançar da idade são as cartilagens. Quais as funções dessas estruturas?

Jozélio Freire de Carvalho  – As cartilagens são elementos da articulação que servem, em parte, como “coxim” para amortecimento durante os movimentos ou, até, em possíveis traumas.

iSaúde – Quais são os principais problemas de saúde relacionado às cartilagens e aos ossos?

Jozélio Freire de Carvalho  – O problema número um da reumatologia é a artrose. Essa é uma doença que compromete, inicialmente, as cartilagens das articulações, levando à sua degeneração. O paciente pode apresentar dores e dificuldade para se movimentar, além de inchaço nas juntas.  Os locais mais acometidos são os joelhos, quadris, coluna e os dedos das mãos.

iSaúde – Como podemos definir a artrose e a artrite reumatoide? Quais as diferenças? Quais os sintomas?

Jozélio Freire de Carvalho  – A artrose é uma doença degenerativa das cartilagens e acomete mais as mulheres a partir dos 45-50 anos de idade. Já a artrite reumatoide é uma doença inflamatória que acomete, principalmente, as mulheres dos 30-60 anos de idade. Essa última tende a ser mais grave e possuir maior riqueza de sintomas do que a artrose.

iSaúde – Como funciona o tratamento nestes casos?

Jozélio Freire de Carvalho  – O tratamento das duas condições se divide no medicamentoso e não medicamentoso. O medicamentoso se faz com o uso de medicamentos específicos para a artrose (protetores de cartilagem) e, no caso da artrite reumatoide, com o uso de moduladores da inflamação e do sistema imune. O tratamento não medicamentoso se faz com a fisioterapia, hidroterapia, acupuntura, pilates. Enfim, atividades físicas várias sob orientação profissional e melhora da alimentação com dieta anti-inflamatória no caso da artrite reumatoide.

iSaúde – A artrose na terceira idade requer cuidados específicos?

Jozélio Freire de Carvalho  – A artrose se inicia aos 45-50 anos de idade, mas é muito mais prevalente na terceira idade. Quase todas as pessoas com 70 anos de idade ou mais terão artrose.

“A idade é o principal fator de risco para a artrose. Outros fatores são a sobrecarga de peso que ocorre nos obesos e, o sobrepeso leva, a lesão articular.”

iSaúde – Além do avançar da idade, quais outros fatores contribuem para o aparecimento desses problemas?

Jozélio Freire de Carvalho  – A idade é o principal fator de risco para a artrose. Outros fatores são a sobrecarga de peso que ocorre nos obesos e, o sobrepeso leva, a lesão articular. Traumas das articulações, uso inadequado das mesmas e, até mesmo, uso de calçados inadequados podem favorecer o surgimento da artrose.  O tabagismo também é um fator de risco.

iSaúde – Há algum tipo de prevenção para não sofrer crises com essas doenças?

Jozélio Freire de Carvalho  – Sim. Manter o peso dentro da faixa da normalidade, através de alimentação saudável e da prática de atividade física que, além de manter o peso adequado, é uma das formas de prevenir e tratar a artrose; bem como evitar o fumo.

iSaúde – Com a chegada das festas de carnaval, onde o folião caminha muito e fica muito tempo em pé, há como fazer alguma coisa antes da festa para prevenir o agravamento das dores?

Jozélio Freire de Carvalho  – Sim, é importante fazer alongamentos antes e depois das festas, no início e no término das caminhadas, ou durante o percurso – para os foliões que pretendem ficar muitas horas no Carnaval. Mas, o mais importante mesmo são os cuidados prévios, tais como realizar atividades físicas em academias de ginástica ou estúdios de pilates, fazer caminhadas, dentre outras, para que haja o preparo adequado das articulações. Além disso, também é necessário que haja períodos de repouso durante o Carnaval, sentando ou parando de dançar por alguns momentos, além de se manter sempre hidratado.  Obviamente, também é imprescindível que, antes das festas, o paciente consulte seu médico reumatologista para que seja avaliado o estado de saúde das articulações.

Fonte: isaude.

Artigos Relacionados

Hoje dia 01/06 e amanhã 02/06 – Mutirão atenderá pacientes com dor de cabeça crônica em 11 Estados

Priscila Torres

O preconceito à Dor e a inclusão social

Priscila Torres

INSS implanta auxílio-doença através de Atestado Médico Eletrônico

Priscila Torres
Loading...
%d blogueiros gostam disto: