Artrose e o uso de eletrônicos 

Um estudo do Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, chegou à conclusão de que pelo menos 40% da população mundial tem, ou terá, artrose entre os dedos e o punho. Além dos inchaços e dores, a doença pode dificultar o manuseio de objetos e causar deformações nos dedos, através da formação de nódulos.

Diante disso, o uso desmoderado do celular, computador ou videogames pode piorar a situação Os polegares são os dedos mais utilizados na hora de navegar pelo smartphone ou jogar com controle. Já no computador, a necessidade de operar o mouse e teclado por várias horas, acaba causando dor nos dedos e pulsos. A postura errada durante o uso de eletrônicos também favorece o surgimento de artrose na coluna.

Durante a prática dessas atividades, o cérebro libera hormônios de prazer que inibem a dor e fazem com que o indivíduo continue na mesma posição por horas seguidas. Segundo especialistas, o tempo dedicado aos jogos deve ser no máximo duas horas, incluindo pausas para descanso e ingestão de líquidos.

Diagnóstico e tratamento

Infelizmente, a artrose não tem cura, mas pode ser controlada ou evitada. O tratamento da doença envolve a realização de exercícios, alongamentos, repouso, medicação e, em últimos casos, cirurgia com a finalidade de reconstruir ou ligar a articulação. O diagnóstico é feito por meio de radiografias para visualizar possíveis deformidades e exames de sangue.

O ideal é que uma pessoa apresentando os sintomas da osteoartrite procure um médico clínico geral que irá avaliar os sintomas e encaminhar para o médico ortopedista. Caso a situação esteja ocorrendo em várias articulações ao mesmo tempo, existe a possibilidade de ser reumatismo.