Único tratamento biológico para adultos com Nefrite Lúpica ativa é aprovado pela ANVISA

0
147

Estudo clínico (BLISS-LN), que incluiu pacientes brasileiros, demonstrou que indivíduos tratados com Benlysta®, da farmacêutica GSK, tiveram 74% mais chances de alcançar a resposta renal completa

Benlysta® é a primeira terapia biológica aprovada pela Anvisa para o tratamento da Nefrite Lúpica (NL) ativa em pacientes adultos. Desenvolvido pela GSK, é a única terapia biológica aprovada para esta complicação frequente em pessoas com Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES).

Além desta aprovação, o medicamento é indicado para o tratamento do LES em adultos e crianças a partir de cinco anos que apresentam alto grau de atividade da doença e que estejam em uso de tratamento padrão à base de corticosteroides, antimaláricos, anti-inflamatórios não esteroides ou outros imunossupressores (1).

“A chegada de uma terapia pioneira e exclusiva como esta vai proporcionar novas diretrizes de tratamento para os médicos e possibilitar a melhoria da qualidade de vida dos pacientes”, ressalta a gerente médica e reumatologista da GSK, Dra.Nathalie David.

A aprovação do Benlysta® foi baseada nos resultados do estudo BLISS-LN, que trouxe achados importantes para avaliar a resposta renal de eficácia primária no período de 104 semanas. No total, participaram 448 voluntários e 107 centros de pesquisa, sendo nove deles brasileiros (2,3).

Os resultados evidenciaram que pacientes tratados com Benlysta®, associada à terapia padrão, tiveram 55% mais chances de atingirem a esta resposta, quando comparados ao grupo placebo mais a terapia padrão, além da probabilidade de 46% de manter a resposta renal até a semana 104 (2,3).

Já nos resultados secundários, os pacientes tratados com Benlysta® tiveram resultados ainda melhores: com 74% mais chances de alcançar a resposta renal completa quando comparados ao placebo e a probabilidade de 58% de mantê-la até o final do estudo. Foi observado também redução de 49% no risco de evento renal relacionado ou óbito (2,3).

Sobre a Nefrite Lúpica (NL)

A NL é uma das complicações mais graves do LES, causando dano renal e progredindo para doença renal terminal em aproximadamente 20% dos pacientes, exigindo, em alguns casos, de hemodiálise ou transplante renal. A gravidade desta doença pode variar, podendo mesmo apresentar-se de forma assintomática (4).

O diagnóstico pode ser feito por meio de urinálise, além dos exames de sangue e avaliação da função renal. A biópsia renal também costuma ser padrão para confirmar o diagnóstico (5).

Sobre a GSK

A GSK é uma empresa global de saúde com foco em ciência e com um propósito especial de ajudar as pessoas a fazer mais, sentir-se melhor e viver mais. Temos três negócios globais que pesquisam, desenvolvem e fabricam medicamentos inovadores, vacinas e produtos de saúde. Somos uma das empresas de saúde mais inovadoras, confiáveis e com o melhor desempenho do mundo. No Brasil, somos líderes em Vacinas, HIV e na área Respiratória. Para mais informações, visite https://www.gsk.com.br.

NP-BR-BEL-PRSR-210001/MARÇO 2021

Referências:

1. BENLYSTA (belimumabe). Bula do produto.

2. Pesquisa realizada na base de dados GSK STUDY REGISTER. Digitar ‘belimumab lupus nephritis’ no item ‘keyword search’ e, após a identificar dos resultados, clicar em ‘view details’ do item ‘114054 – Efficacy and safety of belimumab in patients with active lupus nephritis’. No final da página, clicar em ‘Study Documents’ e em ‘Clinical Study Report’. Base de dados disponível em: https://www.gsk-studyregister.com/en/.

3. Furie R, et al. Two-year, randomized,cogtrolled trial of Belimumabe in lupus nephritis. N Engl J Med. 2020;383:1117-28.

4. Foundation of America. How lupus affects the renal (kidney) system. Disponível em: . Acesso em 26 de fevereiro de 2021.

5. NIDDK. Lupus and Kidney Disease. Disponível em: . Acesso em 26 de fevereiro de 2021.

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.