Tratamento da Fibromialgia: 10 Exercícios que Aliviam a Dor

Atualmente a Fibromialgia é uma das doenças reumatológicas mais frequentes, caracterizada por dor muscular generalizada no corpo acompanhada de sintomas de fadiga, alterações de sono, memória e humor.

Segundo alguns estudos, a prevalência é maior em mulheres entre 35 a 44 anos e geralmente os sintomas aparecem após um trauma físico, uma cirurgia, uma infecção ou uma tensão psicológica significativa. O fator genético pode estar relacionado também, entretanto até agora não foi descoberto o gene causador da doença.

Pessoas procuram Studios de Pilates por diversos motivos podendo ser para condicionamento físico, melhora da qualidade de vida, crescimento saudável e para a reabilitação de dores, tendinites, hérnias e doenças crônicas, como é o caso do Pilates para a Fibromialgia.

Após alguns contatos com pacientes que possuem quadro de fibromialgia percebi que o principal sintoma comum em todos é de muita dor, sendo esta até mesmo tão intensa que impede o enfermo de praticar atividades simples e corriqueiras do dia a dia e muitas vezes quase não conseguem realizar alguns exercícios.

Portanto, nosso principal objetivo nos Studios de Pilates para com estes alunos/pacientes é promover o controle desta dor, oferecendo uma forma de tratamento alternativo (que não seja medicamentoso) e saudável.

Diagnosticando a Fibromialgia

 

O diagnóstico é clínico e baseado na dor do paciente, devendo esta ser difusa e presente há mais de três meses.

Para a confirmação do diagnóstico, usa-se como referência a palpação de 18 pontos anatômicos sendo positivo na presença de dor em 11 dos 18 pontos dolorosos.

Principais Sintomas

1) Dor crônica Generalizada: Principalmente no período da manhã que ocorre em ambos os lados do corpo, acima e abaixo da cintura, porém com ênfase maior na cervical, costas (região lombar) e membros inferiores.

A dor associada à fibromialgia muitas vezes é descrita como uma dor difícil de caracterizar, nem forte nem aguda, que poderíamos chamar de dor “cansada” e constante.

2) Fadiga: Pessoas com fibromialgia despertam-se já referindo cansaço, mesmo dormindo por horas suficientes, definindo um “sono não reparador” dificultando o ânimo do aluno de praticar os exercícios físicos.

3) Dificuldades Cognitivas: Alguns alunos relatam dificuldade em memorizar algum lembrete ou falta de concentração com raciocínio prejudicado, assim como problemas de linguagem, tais como dificuldade para se recordar e falar palavras comuns.

4) Outros Problemas: Muitas pessoas que têm fibromialgia também podem apresentar dores de cabeça tensionais, disfunção da articulação temporomandibular, síndrome do intestino irritável, ansiedade e depressão.

Proporcionando Bem Estar ao Aluno com Fibromialgia

Limitações funcionais decorrentes da fibromialgia e do envelhecimento implicam em mudanças diretas no bem-estar e qualidade de vida.

A manutenção da independência física, psíquica e social, frequentemente impactadas pela fibromialgia, é importante na preservação da autonomia funcional e qualidade de vida destes pacientes, que são fatores importantes na manutenção de habilidades motoras e prevenção da dor.

Sabe-se que dentro dos tratamentos alternativos para a fibromialgia incluem exercícios físicos diários e, dentre eles o Método Pilates se destaca com uma boa opção para a doença, uma vez que são exercícios de baixo impacto para a articulação.

E tem como objetivo o alongamento da musculatura global, melhora da postura e fortalecimento dos músculos.

O Pilates, por se tratar de um método que oferece trabalho de resistência (molas/gravidade), embasado em uma filosofia de consciência corporal que busca harmonia entre corpo e mente, ele tem sido alvo de estudos científicos como atividade física para o paciente com fibromialgia.

Um dos motivos para justificar o Método Pilates na fibromialgia é proporcionar ao doente o aumento de neurotransmissores como a serotonina e o aumento de hormônios como o GH (hormônio do crescimento), além de outras alterações sistêmicas que contribuem diretamente para a melhora da dor, da qualidade do sono, da fadiga, da ansiedade e de outros sintomas.08

Outro benefício do método é a possibilidade de socialização, contribuindo por influenciar positivamente alguns aspectos psicológicos.

Os exercícios no Método Pilates sempre serão executados com muita concentração. A atenção do aluno deverá ser voltada para quais músculos e partes do corpo estão realizando o movimento, trabalhando assim a propriocepção corporal.

A mente e o corpo trabalham sempre juntos para uma maior eficiência. Esta atenção direcionada permite que o aluno responda e trabalhe melhor a musculatura.

A concentração em cada movimento do corpo proporciona um aumento da propriocepção através de um contínuo feedback de respostas motoras, com isso, a Contrologia promove o recondicionamento físico, desenvolvendo um corpo uniforme e corrigindo posturas.

Fonte Blog do Pilates

Comentários
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: