Depoimentos

Tenho limitações? Sim, mas sou grata a minha reumato por poder criar meu filho que é meu coração fora de mim!

Meu nome é Miriam tenho 47 anos e sou artesã, descobri minha doença quando tinha 41 anos, passei por uma tragédia no meu casamento de 18 anos, com 36 anos me vi só com meu filho de 4 anos, daí em diante comecei a ter dores no corpo, infeções na garganta e na urina, febre no fim da tarde e um cansaço infernal.

A dor nas articulações me levaram a vários médicos na minha cidade, até que um traumatologista me sugeriu um reumatologista, depois de anos de dor já não aguentava mais cuidar da casa e do filho, sou artesã na área da saúde mental, e também estava difícil dar conta do trabalho, já sem forças até para as tarefas mais simples procurei um reumato, mas na minha cidade não tinha.

Achei em Porto Alegre, é perto da minha cidade, então fiz vários exames e fui diagnosticada com artrite, talvez desencadeada pelo trauma vivido, hoje tomo biológico e outros medicamentos, posso dizer que comecei a viver novamente, tenho limitações? Sim, mas estou muito melhor que á 10 anos atrás, e sou grata a minha reumato por poder criar meu filho que é meu coração fora de mim!

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!

#Depoimento

Related posts

Artrite Reumatoide: rumo a conquista para estabilizar a doença #Remissão

Priscila Torres

Meus sonhos não serão esquecidos, é só uma fase ruim, que logo passa e volto a voar novamente!

Priscila Torres

Viva um dia de cada vez e permita-me ser feliz mesmo quando houver dor

Priscila Torres
Loading...