Tenho doença reumática, posso tomar a vacina da gripe?

Pode e deve! É o que orienta o Dr. Eder Gatti Fernandes, médico infectologista da Divisão de Imunização da Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a gripe (Influenza) é uma doença que mata mais de 650 mil pessoas, todos os anos, por isso, são definidos os grupos prioritários para receber a imunização, que são:

Pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses aos menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional.

Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. Este público deve apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina, sem a necessidade de prescrição

A reumatologista, Dra. Gecilmara Salviato Pileggi, coordenadora da Comissão de Doenças Endêmicas e Infecciosas da Sociedade Brasileira de Reumatologia, ressalta que a vacina contra a gripe é de indicação absoluta aos pacientes reumáticos, já que é um grupo mais vulnerável a ter complicações graves se tiver gripe. A pessoa com doença reumática tem mais chances ter um quadro mais complicado com infecções secundárias, como pneumonias que podem levar a internações hospitalares e até óbito.

O resfriado é a forma mais branda, causada por vários vírus, já a gripe é o vírus influenza, que pode causar quadros mais intensos, gerando complicações que podem levar à morte, principalmente, em idosos, crianças, grávidas e pessoas imunodeprimidas.

A vacina contra a gripe é uma vacina inativada, ou seja, os vírus que estão lá não podem causar a própria gripe. Por isso, não existe nenhuma contraindicação absoluta para a vacina, que é comercializada e produzida no Brasil pelo Programa Nacional de Imunização. Todos os seus componentes não oferecem riscos para as pessoas que tomam essa vacina.

A vacina da gripe deve ser tomada todo ano, portanto, quem tomou a vacina em 2017, deve ser vacinado nessa campanha, que termina no dia 1º de junho em todo o Brasil.

Anúncios

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.