Talvez se eu tivesse sido diagnosticada na minha infância

Não julgo meus pais de forma alguma, até porque antigamente não tínhamos acesso as informações que temos hoje.

Boa noite amados!

Quero compartilhar um breve relato da minha experiência com a AR. Acredito que serve de alerta para nós que somos pais, prestar atenção em pequenos detalhes de queixas dos nossos pequenos filhos. Quando eu era criança sentia muitas dores nas pernas e inchaço nos dedos dos pés e mãos principalmente no inverno.

As dores eram controladas quando eu entrava embaixo do chuveiro e ficava por horas, aquecendo meu corpo. O tempo passou e veio adolescência e as dores só aumentavam. Quando completei 22 anos casei e tive meu primeiro filho. Na gestação tudo normal, apenas não tive nenhuma dilatação e meu parto foi feito as pressas através de cesariana.

Até aí, tudo bem, porque desconhecia o que estava por vir. Após o nascimento dos meu filho as dores vieram com intensidade e após uma crise fortíssima de uma forma agressiva, onde eu não conseguia mais trocar de roupa sozinha. Veio o diagnóstico de artrite reumatoide juvenil e quando me dei conta já havia perdido o movimento do meu pulso direito.

Moral da história, talvez se eu tivesse sido diagnosticada na minha infância, quem sabe poderia ter evitado muito sofrimento. Não julgo meus pais de forma alguma, até porque antigamente não tínhamos acesso as informações que temos hoje. Mas que sirva de alerta, muitas vezes aquela simples dor na perna que uma criança reclama, pode ser indício de um problema maior.

Nunca abandona seu tratamento, acredite a doença é traiçoeira e quando você menos esperar pode ter danos irreversíveis.

Meu nome é Camila Teixeira, sou decoradora de festas. Moro no Paraná/Curitiba

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://goo.gl/UwaJQ4

Doe a sua história!❤

 

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: