Depoimentos

Sigo meu caminho me tratando e não deixando a doença falar mais alto

Boa noite, me chamo Ramon Matos! Tive espondilite anquilosante com 12 anos de idade, até o momento era o primeiro caso juvenil aqui na cidade onde moro e aonde fui tratado, aconteceu no início da minha adolescência, eu comecei sentindo queimação nos pés e fui evoluindo muito rápido, com 6 meses eu já estava em cima de uma cama.

No município aonde eu moro, temos uma hospital que nunca me deu um diagnóstico certo, sempre era uma inflamação, aplicava Benzetacil, e meu problema só agravando, meus pais ficaram loucos sem saber o que era até mesmo os médicos não sabiam, nisso já havia ido em vários hospitais que até cirurgia queriam fazer, quando eu fui me dar conta já estava em cima de uma cama sem andar.

Imagina você, uma pessoa entrando na adolescência sem andar? Sem poder correr, jogar bola, até mesmo estudar, fiquei anos sem saber o que era andar, sem conhecer mais meu corpo, foi aí que descobri o Hospital Roberto Santos em Salvador que deu o diagnóstico da espondilite anquilosante.

Hoje pelo fato da minha idade a doença evoluiu e tenho também artrite reumatoide, apesar de todas as dificuldade do dia-a-dia sigo meu caminho me tratando e não deixando a doença falar mais alto.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link https://www.surveymonkey.com/r/depoimentoBlogAR

Doe a sua história!❤

#Depoimento

Related posts

Se todos olhassem para os pacientes de Artrite Reumatoide com mais carinho e atenção e não com preconceito, nossas vidas seriam um pouco melhor

Priscila Torres

Dor só sabe quem sente

Priscila Torres

Aparecida Gonçalves conta como está hoje sua vida com Artrite Reumatoide

Priscila Torres
Loading...