ReumaBlogs

Quem tem artrite reumatoide pode engravidar?

Algumas doenças reumáticas, como a artrite reumatoide (AR), acometem desproporcionalmente mais o sexo feminino, incluindo pacientes em idade fértil, quando a gestação pode ocorrer de forma planejada ou não.

O uso de medicações durante o período concepcional, gestacional e da lactação ocasiona grande ansiedade para a paciente gestante e para o médico que necessita prescrevê-las. Escolher o tratamento apropriado para pacientes gestantes e lactantes é extremamente desafiador.

De fato, AR não é uma doença proibitiva ou restritiva com relação à gestação. Ao contrário, os sintomas desta doença (dor e inchaço das juntas) podem apresentar melhora espontânea durante o período gestacional, apesar de normalmente ocorrer recaída (piora) nos primeiros seis meses após o parto.

Assim como para outras doenças crônicas, a gestação deve ser programada. Os motivos mais importantes para a programação da gestação são:

1. Estado da Artrite Reumatoide no início da gestação;

2. Uso de medicamentos antes e durante a gravidez e depois do parto (período de amamentação). Sabe-se que quanto melhor controlada a Artrite Reumatoide (menor número de juntas dolorosas ou inchadas) durante toda a gestação, menor o risco de baixo peso do bebê ao nascer, assim como menor o risco de parto prematuro (tempo de gestação < 37 semanas). Apenas duas medicações podem ser utilizadas com maior segurança durante a gestação e o período de aleitamento materno. São elas: hidroxicloroquina e sulfassalazina. Todos os outros medicamentos devem ser discutidos caso a caso com o seu reumatologista.

De uma forma geral, a medicações biológicas  devem ser evitadas durante a gravidez, já que, segundo as

evidências atualmente disponíveis, nenhuma terapia biológica é descrita como comprovadamente segura durante a gestação humana.

O uso de métodos anticoncepcionais durante o tratamento da Artrite Reumatoide e a escolha do melhor momento para a gestação são as formas mais seguras para que esse momento especial se torne realidade e não gere mais preocupação com o seu bem-estar.

#REPOST @dr.kennedyamaral

Related posts

Dactilite ou “dedo em salsicha”

Priscila Torres

Pilates para pacientes reumatológicos

Priscila Torres

Tenho doença autoimune, posso fazer tatuagem?

Priscila Torres
Loading...