Notícias

Qual é o papel do colágeno na redução de impactos nas articulações?

O colágeno corresponde a aproximadamente um terço de todas as proteínas produzidas no corpo. Ele está presente na formação de células e é responsável por manter a estrutura de órgãos e tecidos das mais variadas partes do corpo, como pele, unhas, sangue, músculos, tendões e pulmões. Nas articulações, o papel do colágeno é compor a cartilagem que reveste a superfície dos ossos e evitar que haja atrito entre um osso e outro.

Colágeno é fundamental para o movimento saudável das articulações

A proteína permite que as articulações tenham a estabilidade e a elasticidade necessárias para a realização dos movimentos do corpo. A perda de colágeno que, entre muitos fatores, pode decorrer do envelhecimento, facilita o desenvolvimento de doenças que afetam o sistema musculoesquelético, como a osteoartrite. Nesses casos, as articulações afetadas sofrem uma sobrecarga, prejudicando o amortecimento do impacto produzido durante a movimentação corporal.

“Da mesma forma que o colágeno da pele e de outros tecidos sofre desgastes, todas as articulações podem desenvolver uma perda de cartilagem com o passar do tempo. As articulações que suportam cargas, como joelhos, quadris e coluna, são mais propensas ao desenvolvimento de osteoartrite, que pode decorrer, inclusive, de algumas doenças que causam uma perda secundária de cartilagem”, informa a reumatologista Licia Mota.

Fortalecimento muscular ajuda na absorção do impacto sobre as articulações 

A médica explica ainda que os desgastes articulares e as lesões, provocados pela diminuição da absorção do impacto sobre as articulações, podem também ser intensificados pela falta de força muscular e pela realização de movimentos repetitivos. “Fazer o trabalho de fortalecimento da musculatura paravertebral, manter o quadríceps e o glúteo fortes e estar fisicamente ativo, dentro daquilo que é seguro para cada faixa etária, é essencial para que, mesmo desenvolvendo osteoartrite, o indivíduo possa ter uma qualidade de vida adequada”, recomenda a especialista.

Vale lembrar que a deficiência de colágeno e a deterioração da cartilagem articular não significam necessariamente que o paciente vai apresentar um quadro de dor. Por isso, é fundamental manter um acompanhamento médico regular e se prevenir das complicações, consumindo alimentos que auxiliam a síntese de colágeno, como couve, brócolis, espinafre e frutas cítricas.

Fonte/Foto: Cuidados pela vida/Getty Images

Related posts

Alimentos que promovem a saciedade favorecem o emagrecimento e tornam a dieta mais prazerosa

Priscila Torres

Em 29 de outubro, Dia Mundial da Psoríase, Sociedade Brasileira de Dermatologia fala sobre os estigmas e preconceitos da doença

Priscila Torres

Hidroxicloroquina em falta: pai faz apelo após dificuldade de encontrar hidroxicloroquina para filha com lúpus

Priscila Torres
Loading...