Depoimentos

Perseverança e fé sempre!

Minha dores começaram a 2 anos atrás. No início dores fortes nos ombros, que só se acalmavam quando ia para o hospital tomar remédios.

As crises foram aumentando a ponto de tomar morfina, logo comecei a sentir minhas mãos dormentes e rígidas na parte da manhã, eu não conseguia escovar os cabelos ou fazer qualquer coisa.

Fui me desesperando e então resolvi procurar direto um reumatologista, pois minha mãe tinha lúpus e acreditei ter também.

Fiz todos os exames e deu tudo para artrite reumatoide. Sempre fui vaidosa, mas agora tive que aprender a deixar sapatos altos (uma paixão) de lado, não me desesperar quando não consigo escovar meus cabelos, ou me vestir.

Acredito que nunca devemos desistir, e nunca nunca mesmo abandonar o tratamento. Mantenho sempre a perseverança e a fé, mesmo nos dias em que não posso andar, ou abrir algo.

Meu nome é Daniela Bueno, tenho 48 anos, convivo com a artrite reumatoide a 2 anos, sou Assistente administrativa  e mor em Curitiba-PR.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!

#depoimento

Related posts

Juliana Cristina Cunha #‎SufferingtheSilence‬

Priscila Torres

Nunca briguem com a doença!

Priscila Torres

Com o Lúpus não se brinca, se trata

Priscila Torres
Loading...