Pacientes que contraíram Covid-19 podem desenvolver fadiga crônica

Ouça a entrevista com José Roberto Provenza, presidente da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR)

O Tarde Nacional conversou com José Roberto Provenza, presidente da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), sobre uma das sequelas do novo coronavírus, a síndrome da fadiga crônica.

Ouça no player abaixo:

José Roberto explicou que a síndrome da fadiga crônica em alguns aspectos se parece com a fibromialgia.

Essa fadiga normalmente ocorre depois de algum quadro infeccioso e não desaparece nem após o paciente fazer repouso. Em alguns casos há febre baixa e aparecimento de gânglios.

Nem todo paciente de Covid-19 desenvolve fadiga crônica. É mais frequente em quem apresentou o quadro mais grave da doença.

O médico falou ainda sobre a depressão pós-covid.

Fonte: Sociedade Brasileira de reumatologia/ Rede EBC

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Dia Mundial da Obesidade – Instituto Obesidade Brasil promove evento gratuito e online

A ONG é a primeira organização sem fins lucrativos do mundo direcionada a pessoas com obesidade Em 2020, a Federação Internacional da Obesidade alterou a...

Não me conformei com a opinião de apenas um médico

Comecei a ter sintomas com 36/37 anos, o médico tratava como LER (Lúpus eritematoso sistêmico) que custou o diagnóstico… Depois passei a tomar anti-inflamatórios...

Judicialização da saúde: como usar a Justiça gratuita contra a SUS

A judicialização da saúde é um fenômeno que cresce a cada dia e esse aumento expressivo se deve a algumas situações.  É verdade que as...