Notícias

Pacientes do ambulatório de Reumatologia em João Pessoa-PB aderem a teleatendimento

Em menos de 15 dias de teleatendimento, mais de 50 pacientes do Ambulatório de Reumatologia do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB/Ebserh) acionaram o Instagram da Liga Paraibana de Reumatologia: @lareuufpb. O canal foi criado no dia 6 de abril devido à pandemia causada pelo novo coronavírus, e os usuários estão demonstrando familiaridade com a ferramenta, disponibilizada para dar orientações e dirimir dúvidas.

“Os pacientes entram em contato pelo Instagram e os estudantes de medicina encaminham as demandas, via WhatsApp, para os médicos que integram o corpo clínico de reumatologistas do HULW. Todas as informações são armazenadas em um drive, formando um banco de dados, garantindo segurança e a privacidade dos atendimentos”, explica a idealizadora do projeto Alessandra Braz Andrade, médica preceptora e professora de Reumatologia da UFPB.

A iniciativa, que segue as recomendações do Conselho Federal de Medicina (CFM) e do Ministério da Saúde (MS), permite teleorientação e telemonitoramento de pessoas que já são acompanhadas no ambulatório Professor Antônio Dias dos Santos. “Alguns dos nossos pacientes, no entanto, têm ido ao hospital para tentar resolver demandas diretamente com um grupo escalado para resolver pendências e necessidades mais urgentes”, esclareceu Alessandra.

Dúvidas sobre remarcação de consultas e exames, vacinação em pacientes com doenças autoimunes, relatos de sintomas, dificuldade de acesso a medicamentos (tanto nas farmácias quanto no Cedmex), e recebimento de receitas ou laudos médicos são algumas questões que os pacientes querem saber por meio do atendimento remoto.

“Ao mesmo tempo em que propiciamos o teleatendimento aos nossos pacientes, facilitando o acesso da população usuário do serviço para que continue sendo assistida, estamos contribuindo com o distanciamento social, evitando aglomerações”, destaca a reumatologista.

No próprio perfil, o paciente encontra os turnos de atendimento dos especialistas (veja abaixo), ou seja, os horários em que podem entrar em contato com o médico que o acompanha. É simples: basta enviar uma mensagem no Instagram @lareuufpb informando seu nome, a doença de que é portador, o nome do médico e a sua dúvida. Com a Hashtag Contate seu Médico, a conta está sendo divulgada em grupos do WhatsApp e em outros meios de comunicação digitais.

Semanalmente, cerca de 500 pessoas de vários municípios paraibanos e até de outros estados procuram o serviço de Reumatologia do HULW, que é referência inclusive para tratamento de pessoas com doenças reumáticas e osteoarticulares. As patologias mais recorrentes são doenças como lúpus eritematoso sistêmico, artrite psoriásica, esclerose sistêmica, osteoartrite, fibromialgia, espondilite anquilosante, além de osteoporose.

Atendimentos           

Consultas e exames realizados no ambulatório Professor Antônio Dias dos Santos (do HULW) estão suspensos desde o dia 8 de março como medida de enfrentamento à Covid-19, e serão remarcados assim que o serviço voltar à normalidade. Além dessa interrupção, outras ações foram adotadas como: suspensão de visitas a pacientes internados em alas hospitalares do HULW; acesso exclusivo aos acompanhantes de pacientes internados no âmbito do Hospital Universitário para os casos amparados por lei; visitas à Unidade de Terapia Intensiva Adulta estão permitidas, mas apenas às terças-feiras, às quintas-feiras e aos domingos, às 16 horas, com duração de até uma hora. Apenas um visitante por dia vai ter acesso à UTI, e a troca dos acompanhantes se dará a cada 24 horas.

Atuação da Rede Ebserh
Desde os primeiros anúncios sobre a Covid-19, a Rede Ebserh tem trabalhado em parceria direta com os ministérios da Saúde e da Educação, com participação nos Centros de Operações de Emergência (COE) desses órgãos. Também vem atuando na realização de treinamento de funcionários da Rede, promoção de webaulas, definição de fluxos e instituição de câmaras técnicas de discussões com especialistas.

Fonte: www.paraiba.com.br

Related posts

Você sabe a diferença entre artrose e artrite reumatoide?

Priscila Torres

Desafio: Viver 01 dia com a Doença de Crohn

Priscila Torres

Idosos devem contar com cuidado extra diante da epidemia do novo coronavírus

Priscila Torres
Loading...