O sofrimento tem me trazido um novo olhar sobre a vida, sobre o próximo e sobre mim mesma

Meu nome é Amanda, tenho 35 anos, sou casada e moro no Texas – EUA. Fui diagnosticada com Artrite Reumatoide há 4 anos atrás. Começou com uma dor bem incômoda nos ombros, depois dores incapacitantes nos pés e de repente me vi sendo atacada pela doença em quase todas as minhas articulações.

O tratamento que fiz no início não foi eficaz o bastante para conter a agressividade da doença. De modo inesperado a AR atingiu meu pulmão. Em 2016 fiz uma cirurgia chamada Lobectomia, em que uma parte do meu pulmão foi removida por estar necrosada.

Entre altos e baixos cheguei a ficar sem andar, sendo auxiliada pelo marido em tudo. Atualmente estou me tratando com medicamento biológico, uma injeção por semana, e as dores que antes eram insuportáveis passaram a ser suportáveis.

Sou muito grata por isso! A AR também me trouxe deformidades, algo que foi mais difícil de superar. Eu era bailarina, atriz, professora, super ativa e saudável. No entanto o sofrimento tem me trazido um novo olhar sobre a vida, sobre o próximo e sobre mim mesma. Deus tem me encontrado nas minhas dores e me ensinado a ter compaixão pela dor do próximo.

Creio que todas as coisas cooperam para o meu bem e tudo está debaixo dos propósitos de Deus. Cristo tem agido na minha fraqueza e nele sou forte. Espero levar um pouco de esperança a cada portador de AR e de outras doenças. Deus não abre mão de você!

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!❤

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Que tenhamos sempre Paciência e Fé em Deus!

Aos 24 anos, fui diagnosticada com psoríase, além das lesões, no corpo, que me deixavam deprimida pelo aspecto de feridas, que não cicatrizam, todas...

Pare de testar sua doença

Eu aposto que você já quis parar o remédio só para ver se não precisava mais dele. E se você fez isso, aposto que se...

Obesidade deve ser tratada com a mesma seriedade que a artrite reumatoide

A obesidade é uma doença que deve ser tratada, com a mesma seriedade que tratamos a artrite reumatoide. Convivo com AR há 15 anos...