Depoimentos

O que não me mata, me fortalece!

Oi sou Patrícia Gabriela convivo com Artrite reumatoide a 28 anos, são 28 anos de convivência com a dor, no início á o período de negação, depois com o passar dos anos o conformismo e a luta diária para se ter um vida digna.

Estudei, me formei enfermeira, cuidei e fui cuidada, superei meus limites e todos os “você NÃO pode” que apareceram no caminho.

A artrite foi mais cruel quando depois de muitos tratamentos eu consegui engravidar e infelizmente após 4 meses perdi meu filho tão desejado! Cai, chorei, a crise voltou dilacerante, mas como somos feitas de dores me reergui, hoje após 2 anos da perda, voltei a estudar estou na minha segunda pós graduação em medicina chinesa, artrite “quase” controlada e feliz! Sobrevivendo!

O apoio do meu marido que me cuida quando não consigo vestir uma roupa ou fazer as coisas mais simples como escovar os dentes, me dá força para resistir!

Somos a resistência! Se eu estou conseguindo você também consegue! Dor compartilhada é dor diminuída.

Meu nome é Patrícia Gabriela, tenho  40 anos, convivo com o diagnóstico de artrite a  28 anos, sou Enfermeira e acupunturista e moro na Praia Grande – SP

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!

 #depoimento

Artigos Relacionados

Solange Firmino, conta como convive com Artrite Reumatoide

Priscila Torres

Aconteça o que acontecer, não desista!

Priscila Torres

O que fazer? Aceitar e me cuidar

Priscila Torres
Loading...
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));