Depoimentos Notícias

Não é fácil, mas não é impossível!

Depois que minha filha nasceu, voltei a trabalhar quando ela tinha 9 meses. Trabalhava no shopping, e em um final de ano bem movimentando eu estava tentando bater a meta dada pelo meu patrão, aquela correria sobe e desce escada do estoque… só tinha hora para entrar, pra sair só Deus sabe.

Fui ficando canada, achando até que estava ficando gripada tomei alguns analgésicos, mas só piorava a minha situação, meus pés doíam muito, meus joelhos ficaram inchados, fui emagrecendo exageradamente, fiquei muito magra mesmo.

Minhas companheiras de trabalho falavam para eu me afastar pelo INSS para que pudesse me cuidar.

Bem, fui ao clínico e quando ele viu meu estado, logo já me encaminhou para o reumatologista… acertou em cheio, fui diagnosticada artrite reumatoide avançada.

Aí só medicação pesada e infiltrações, duas no joelho direito e uma no esquerdo, fui tratando, teve um tempo que fiquei boa, mas esse ano ela veio com tudo, tenho que fazer um novo tratamento porque sinto muita dores nos pés.

Mas tenho fé em Deus, eu peço todo dia que essa dor passe para que eu possa arrumar um emprego e ajudar minha pequena.

beijos a todas vocês, tenham fé em Deus que tudo vai dar certo!

Meu nome é Rose, tenho 37 anos, convivo com a artrite reumatoide a 10 anos, eu sou vendedora e moro em São Vicente-SP.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!

#depoimento

Related posts

Credenciamento para imprensa na 16ª Conferência Nacional de Saúde já está disponível

Priscila Torres

Convivendo com Artrite Reumatoide e desconforto respiratório

Priscila Torres

Outubro, mês de Conscientização Mundial da Artrite Reumatoide

Priscila Torres
Loading...