Colunas da Pri DMARD - Medicamentos Tradicionais Tratamentos

Entenda os cuidados e efeitos colaterais do metotrexato

Reumatologista esclarece sobre os efeitos colaterais e explica os cuidados necessários para o uso seguro do metotrexato

Muitos pacientes têm receio de iniciar o tratamento com o metotrexato devido a relação de efeitos colaterais que constam na bula e aos relatos facilmente encontrados na internet sobre os mesmos, como os enjoos. Dr. Flávio Calil Petean, professor assistente de reumatologia da USP em Ribeirão (SP) e chefe do ambulatório de doenças reumáticas do Hospital das Clínicas, esclarece que os efeitos colaterais do uso dessa medicação existem, porém são raros e podem ser minimizados e tratados.

“Os principais efeitos colaterais acometem especialmente o fígado e o sangue. Para minimizar os enjoos, que são bastante relatados por pacientes que fazem uso do metotrexato é recomendado o uso de ácido fólico, hidratação prévia e em alguns casos o uso de metoclopamida ou bromoprida, que apresentam efeitos positivos”, explica.

Para controle eficaz e rápido de qualquer problema relacionado ao uso do medicamento é feito um acompanhamento contínuo do paciente, que inclui exames periódicos, como hemograma, TGO e TGP, para acompanhamento da função do fígado.

Para os pacientes que se sentem inseguros em utilizar o metotrexato, doutor Petean ressalta que a bula do medicamento, que costuma assustar bastante quem lê, foi feita para doses de quimioterapia e não para as doses usadas para doenças reumáticas. “Além disso, é importante destacar que o medicamento está no mercado e sendo utilizado com eficácia há mais 35 anos”, destaca.

Converse com o seu reumatologista e nunca pare de tomar qualquer tipo de medicamento sem sua orientação.

Anúncios

Artigos Relacionados

Congresso debate uso racional de medicamentos

Priscila Torres

Artrite Reumatoide e Osteoartrose são a mesma coisa?

Priscila Torres

Programas de fidelidade oferecem descontos de até 65% em remédios

Priscila Torres
Loading...