Artrite Psoriásica Doenças Reumáticas Notícias

Live aborda psoríase e artrite psoriásica e a importância de diagnóstico precoce de suas complicações

Estúdio Folha entrevista especialistas sobre a importância do diagnóstico precoce para a qualidade de vida dos pacientes

Ser discriminado e sofrer preconceito por conta de uma doença de pele é assunto sério. Ainda mais quando o problema pode evoluir para um quadro de muita dor e comprometimento das articulações e da mobilidade, como é o caso da artrite psoriásica.

A psoríase é uma doença inflamatória da pele, crônica e não contagiosa, manifestada por placas avermelhadas, que descamam e coçam. As lesões aparecem em geral nos cotovelos, joelhos e no couro cabeludo. Uma em cada três pessoas com psoríase pode desenvolver a artrite psoriásica que, além das manifestações na pele, provoca inchaço, rigidez e dor nas juntas, comuns na artrite.

O diagnóstico precoce e o controle adequado das duas doenças melhoram muito a qualidade de vida dos pacientes e, no caso da artrite psoriásica, podem contribuir para a prevenção do dano articular permanente e até da incapacidade física.

O tema será discutido na live Psoríase e Artrite Psoriásica: a Importância do Diagnóstico Precoce para a Qualidade de Vida dos Pacientes, que acontece na quarta-feira, dia 25 de novembro, às 18h. A jornalista Angélica Banhara entrevistará o reumatologista Marcelo Pinheiro, presidente da Sociedade Paulista de Reumatologia, Wagner Galvão, dermatologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e do Hospital Sírio Libanês, e Thays Ciconi, criadora do site Amigos com Psoríase. A live, produzida pelo Estúdio Folha com patrocínio da AbbVie, pode ser assistida pelo site da Folha.

Estudo brasileiro publicado no periódico Journal of Dermatology revelou que 41,8% dos pacientes diagnosticados com psoríase apresentavam artrite psoriásica. Do total de pacientes diagnosticados com artrite psoriásica, 44,9% tiveram o diagnóstico realizado durante o estudo, após a visita ao reumatologista. Isso reforça a hipótese de que muitos casos não são diagnosticados – e, quanto mais tardia a descoberta, maior o risco de dano articular.

“O atraso no diagnóstico da artrite psoriásica é o principal problema, já que o paciente sofre muito enquanto não recebe o tratamento adequado. Uma vez identificada a doença, temos tratamentos seguros e eficazes, que melhoram muito a qualidade de vida do paciente”, afirma Marcelo Pinheiro.

No caso da psoríase, o dermatologista Wagner Galvão esclarece dois pontos importantes: “O estresse é um gatilho da doença, não sua causa. A psoríase é multifatorial, com incidência genética em cerca de 30% dos casos. E é importante esclarecer que o fato de não ter cura não significa que não tenha tratamento. Com o tratamento, buscamos melhorar a qualidade de vida e evitar complicações, para que o paciente tenha a vida o mais normal possível”.

Thays Ciconi confirma a importância do diagnóstico preciso e do tratamento adequado, mas chama a atenção para a importância da difusão da informação correta sobre as doenças. “Tenho 42 anos. Fui diagnosticada com psoríase aos 12 anos e, 15 anos depois, também com artrite psoriásica. Sofri muito com preconceito, piadas. Mas percebi que isso também é resultado da falta de informação sobre essas doenças”, diz. “Em 2011, criei o grupo Amigos com Psoríase para conectar pessoas portadoras dessas doenças, seus amigos e familiares. Conversar abertamente sobre psoríase e artrite psoriásica, tirar dúvidas, informar e levar a essas pessoas a certeza de que elas não estão sozinhas”, completa.

Serviço

  • Live – Psoríase e Artrite Psoriásica: a Importância do Diagnóstico Precoce para a Qualidade de Vida dos Pacientes
  • Quando – Hoje, 25 de novembro, quarta-feira, às 18h
  • Onde: – Folha.com

Artigos Relacionados

Deus é seu maior médico!

Priscila Torres

Chikungunya: até 40% dos pacientes podem desenvolver artrite

Priscila Torres

Aproximadamente 15% dos Catanduvenses Sofrem de DPOC, Estima Especialista

Priscila Torres