Notícias

Jornada de trabalho em pé pode causar riscos à saúde, aponta pesquisa

Sentir dores nos pés ou pernas ao estar trabalhando é extremamente comum para a população brasileira, seja qual for a profissão. Muitas horas sentado ou em pé pode fazer com que diversos problemas apareçam nos pés, tornozelos e joelhos, fator que favorece a diminuição do rendimento do trabalhador.

Segundo a pesquisa “O trabalho e a relação com os pés, tornozelos e joelhos”, realizada em 2017 pela empresa Pés Sem Dor, especialista em palmilhas ortopédicas,  cerca de 65% das pessoas não aguentam mais que três horas em pé sem sentir dores. Já com seis horas ou mais, esse número salta para 90%.

Devido ao uso de sapatos de bico fino, salto alto e calçados que não oferecem o suporte necessário para os pés, a pesquisa aponta que as mulheres sentem mais dores nos membros inferiores do que os homens durante a jornada de trabalho.

“Para cada hora em pé, observa-se uma redução média em ritmo de trabalho de 3,2% para mulheres e 2,6% para homens, ou seja, ao final de uma jornada de trabalho de oito horas em pé ou andando, mulheres estão 25,6% menos produtivas e homens 20,8%”, explica Mateus Martinez, um dos autores da pesquisa e Diretor de Fisioterapia da Pés Sem Dor.

Outro dado importante que ajuda a explicar as dores das mulheres no trabalho é o fato de que elas estão em mais cargos operacionais do que os homens. Cerca de 59,35% trabalham com muitos movimentos repetitivos, fazendo com que as dores apareçam com mais frequência.

“É importante que o trabalhador alterne o tempo em pé e sentado, para que não ocorra sobrecarga nos membros inferiores, além de optar pelo uso de calçados e roupas confortáveis se possível, evitando o surgimento de alguma lesão”, comenta Martinez.

O calcanhar, o arco do pé e os metatarsos são os principais regiões dos pés atingidas pelas dores. É importante buscar a ajuda de um especialista para que a dor não se torne crônica e condições como fascite plantar e esporão de calcâneo apareçam.

A pesquisa ainda traz dados sobre as características dos pés, principais patologias causadas pelo trabalho e as consequências do tempo em pé. Para saber mais, acesse o link: Pesquisa – Clique Aqui

Fonte: Revista Exame

Artigos Relacionados

A Unicamp está selecionando mulheres em idade reprodutiva para estudo clínico com foco na dor menstrual

Priscila Torres

Espero que aconteça um milagre para todos nós

Priscila Torres

Consulta pública para atualização do PCDT Artrite Psoriásica

Priscila Torres
Loading...
%d blogueiros gostam disto: