Hospital Geral de Palmas, no Tocantins, tem falta ou risco de falta de quase 30 medicamentos

Saúde Estadual disse que tem processos de aquisição abertos, mas que alguns não têm fornecedores interessados ou atraso na entrega

Quase 30 medicamentos estão em falta ou com risco de falta no Hospital Geral de Palmas (HGP), conforme uma denúncia recebida pelo Jornal do Tocantins. Nesta listas está em falta medicamento em comprimido, via oral ou ainda endovenosa.

Entre os itens em falta estão remédios para dores ou febre como o dipirona em comprimidos e em gotas, no caso do paracetamol falta o produto em comprimido. Estão na lista enviada ao JTO o buscopan comprimido e o omeprazol usado para problemas no aparelho digestivo.

O complexo B em endovenosa também está em falta na unidade hospitalar. Outro remédio cotidiano na rotina hospitalar está em falta à lidocaína, medicamento anestésico.

A lista ainda traz medicamentos utilizados em tratamentos de doenças graves como câncer, insuficiência cardíaca e compulsão. Acesse o gráfico e confira a lista:


Em nota ao JTO, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) disse que devido a pandemia da Covid-19 ainda segue com dificuldade de realizar aquisições de alguns medicamentos e insumos. Essa situação é comum também no Governo Federal e em outros Estados.

A Saúde Estadual disse que tem processos abertos para aquisições de todos os medicamentos da lista enviada à pasta para conferência.

Entretanto, alguns desses remédios têm os processos “fracassados – sem fornecedores interessados -; outros há demora na entrega da mercadoria e uns tem, inclusive, pedido de desistência, por parte dos fornecedores, por terem dificuldades em atender ao pedido”, escreveu em nota.

Ainda na nota, a SES disse que mesmo com as faltas consideradas pontuais pela secretaria os pacientes são acolhidos e estão assistidos por medicamentos similares, que atendem seus quadros clínicos.

Fonte: Jornal do Tocantins.

Comentários
Print Friendly, PDF & Email
Priscila Torres

Priscila Torres

Jornalista pela Faculdades Metropolitana Unidas, especialista no gerenciamento online de comunidades de pacientes crônicos. Possuí especialização em Alfabetização em Saúde e Empoderamento de Pacientes pela Universidade Católica de Salta na Argentina e título de Paciente Experto pela Liga Panamericana de Associações de Reumatologia (PANLAR). Certificação em ouvidoria pela Escola Nacional de Administração Pública. • Membro da Comissão de Ciência e Tecnologia e Assistência Farmacêutica (CICTAF) do Conselho Nacional de Saúde (CNS), representando a Associação Brasileira Superando o Lúpus. • Presidente da Red Panamericana de Associações de Pacientes Reumáticos -ASOPAN. • Presidente do 2º Congresso Panamericano de Pacientes Reumáticos da Liga Panamericana de Associações de Reumatologia (PANLAR). • Colaboradora do grupo de trabalho do escopo das diretrizes do Protocolo Clínicos e Diretrizes de Artrite Reumatoide e Artrite Idiopática Juvenil do Ministério da Saúde, à convite do PROADIS do Hospital Moinhos dos Ventos. • Coordenadora de advocacy e responsabilidade social do Grupar/EncontrAR e da Biored Brasil, uma organização que reúne 42 associações de apoio a pacientes com doenças crônicas incuráveis de todas as regiões do Brasil, que milita pela garantia de acesso a medicamentos imunobiológicos e o uso racional e seguro dos recursos da assistência farmacêutica no SUS. • Arthritis Consumer Experts • Patient Advocate • Convive com artrite reumatoide desde os 26 anos.

Relacionado Postagens

Próxima postagem

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conte sua história aqui

Artrite no Youtube

Notifique efeitos colaterais

Acesse o nosso Telegram

Parceiro

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.