Fui diagnosticada com Artrite Reumatoide Juvenil, depois que tive minha filha

Quando fui ao médico para fazer revisão, de início ele constatou o começo de uma trombose, os exames apontavam para AR, com grau avançado me causando deformações.

Em 2005 fui diagnosticada com Artrite Reumatoide Juvenil, depois que tive minha filha, que por sinal foi uma gestação tranquila. Quando fui ao médico para fazer revisão, de início ele constatou o começo de uma trombose, os exames apontavam para AR, com grau avançado me causando deformações. Hoje tenho a mão direita deformada, pé esquerdo com tendinite e já comprometidos com deformidades também. Passei por muitos médicos, tomei muitos corticoides, com isso ganhei peso e fiquei enorme.

Tomei cloroquina que acabou prejudicando minha visão. Já tomei vários outros medicamentos como Enbrel, Humira, etc.Todos no começo deram certo, mas depois começaram a prejudicar baixando minha imunidade. Hoje faço uso de outros medicamentos como: Predisin, Paracetamol, Codeina (morfina camuflada), pois desde o mês de Julho de 2016 minha AR está ativa. Em Dezembro de 2016 comecei o tratamento com Tocilizumabe 20mg 9 ampolas por mês e creio que vai dar tudo certo se for a vontade de Deus.

E graças a Ele tem dado certo. Hoje só faço uso da intravenosa e estou me sentindo muito bem. Mas como das outras vezes em que tomei biológico, minha imunidade começou a baixar novamente e junto vieram sinais da Síndrome de Sjogreen (o que é horrível). No dia 03/05, me consultei no Hospital Piquet Carneiro, onde uma junta de médicos me examinou e me passaram vários exames de sangue. Observando os resultados, concluíram que minha imunidade estava baixa demais, então como consequência desse resultado, suspenderam o Tocilizumabe, porque era muito arriscado devido ao meu quadro atual.

Voltei no dia 4 de Junho novamente no Hospital Piquet Carneiro pois havia aparecido alguns roxos- avermelhados, quase como hematomas, que coçavam em ambas minhas coxas. Como já tive trombose flebite, fiquei assustada pois poderia ser novamente uma trombose. Fui ao hospital e a junta de médicos me examinou e cogitaram a possibilidade de ser psoríase, mas depois descartaram essa hipótese o que me tranquilizou bastante. Os médicos então pediram para eu retornar dia 11/07 levando todos os meus exames de sangue e radiológicos desde 2005. Fizeram um histórico da doença e analisaram a situação como um todo da doença.

Chegamos 07:45 da manhã e saímos ás 15:00 da tarde. Descobriram analisando o meu histórico que depois do Humira meus leucócitos sempre estavam baixos e me pediram uma série de exames de sangue de diversos tipos, exame de raios-x, ressonâncias, eletrocardiograma, PPD, com a finalidade de retornar com Humira, por ser menos severo. Mais em frente iremos ver o que faremos com as deformidades em seus pés, sabemos que isso dificulta muito sua locomoção.

Agora é aguardar o resultado dos exames e ver o que irá acontecer para a frente, mas, seja o que for, tudo é permissão de Deus e Ele sempre tem o melhor para nós mesmo que não entendamos. O importante é sempre manter a fé e ser feliz e nesse quesito, Deus me abençoou com uma linda família que me apoia a recomeçar sempre, um presente de Deus.

Amo vocês! E mesmo em meio a tantas lutas e dificuldades não desisto, sei que dias melhores virão. Enfrentar um dia de cada vez com muita garra e Fé em Deus.

Meu nome é Cíntia da Silva Rodrigues Pereira – RJ

Quer conhecer o Grupo Artrite Reumatoide? Acesse: Clique aqui 

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É super simples, basta preencher o formulário no link:https://goo.gl/UwaJQ4

Doe a sua história!

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: