ReumaBlogs

Estresse no portador de doença autoimune

Quem aí anda estressado? Com o avanço da medicina, as conexões entre os sistemas neuroendócrino, neurológico e imunológico, vem revelando uma associação entre emoções e doenças. Você já sabe como doenças autoimunes (psoríase, lúpus, artrite reumatoide e diabetes tipo 1 por exemplo) surgem quando o sistema imunológico ataca componentes do próprio organismo? O estresse é um dos fatores desencadeantes!

Para quem tem predisposição genética, o estresse pode se tornar um fator desencadeador dessas condições, além de agravar os quadros já existentes. Ou seja, uma doença que estava em remissão pode voltar à atividade por conta do estresse. A questão é que ele libera altos níveis de hormônio cortisol no sangue, comprometendo o equilíbrio do organismo como um todo. Isso faz com que os mecanismos fisiológicos que controlam o sistema imune trabalhem com dificuldade, abrindo portas para essas doenças manifestas.

Esse é um ponto que requer muita atenção principalmente no momento em que estamos vivendo, pois o perigo social e o risco de contrair o Covid-19, pode abalar nossas emoções. Algumas boas dicas de reduzir o estresse são: converse com pessoas queridas e com confiança sobre seu problema; libere a energia física com atividades construtivas e prazerosas dentro de casa; lide com uma tarefa de cada vez; afaste-se, nem que seja por um momento, lendo um livro, vendo um filme agradável, ouvindo uma música, para reestabelecer seu controle emocional e intelectual; sinta-se útil ajudando, mesmo à distância, outras pessoas; busque exercícios de respiração, como yoga e meditação e evite ouvir noticiários o tempo todo na televisão.

#REPOST @dracamilazubeidi

Related posts

Falando sobre artrose

Priscila Torres

Como conviver melhor com uma doença crônica – Parte 5

Priscila Torres

Ficou acima do peso depois da fibromialgia?

Priscila Torres
Loading...