É tudo psicológico!

Apesar da doença é possível ser Feliz Sim !!
Minhas primas Deise e Rose
Ontem o Globo Repórter falou sobre a “solidão”, apresentou umcaso de fibromialgia, e infelizmente passou uma imagem negativa de todos nósbrasileiros que temos doenças reumáticas e convivemos com a dor.
Mostraram um Grupo de Dor, e uma das componentes do grupo, tem “fibromialgia,uma dor muscular que leva à paralisação, já fez quatro cirurgias pela medula, mas não resolveu nada. Já passou para o outro braço e já está passando para as minhas pernas, conta “Tudo é Psicológico”. Essa dor toda é psicológica, e a gente não consegue tirar da cabeça” .. (parte da entrevista).
Uma frase consagrada e infelizmente já ouvida não pela boca de uma paciente, mas citadas por médicos que diante de um quadro clínico diferenciado, terminam dando ao paciente a triste e irritante informação de que é “Tudo psicológico”.
Sempre digoque, diante de evidências clínicas, não existe argumento. Isso é indiscutível.
Temos quelevar em consideração que é fato, que nosso psicológico tem forte influência sobre a nossa dor. É evidente que se vivemos uma situação de stress, logo a seguir, viveremos uma grande situação de dor. É o que chamamos de somatização.
Somatizar é a manifestação em nosso corpo, através de sintomas, de algum conflito interno(psíquico), se temos uma situação de stress, tristeza, logo, somatizamos e isso vira DOR.
Na reportagemdo Globo Repórter não é a fala da paciente que chama atenção, é a fala da psicóloga, que fala a seguir da pessoa com fibromialgia, que tem também umquadro de síndrome do ninho vazio.
“A doença, naverdade, é a ausência de vida, é a ausência do auto-amor, do auto-apreço…… aponta a psicóloga Karina Haddad. Leiam texto na íntegra http://migre.me/4J15e
Tudo bem que apsicóloga se refere a essa pessoa que além de ter fibromialgia, sofre com a síndrome do ninho vazio.
O que revolta é ouvir em rede nacional que a doença, é a ausência da vida, é a ausência do auto-amor, do auto-apreço, quer dizer que nós pessoas com doenças crônicas degenerativas, temos a doença, por que;
  • Não somos amados?
  • Não temos amor à vida?
  • Não nos valorizamos enquanto pessoa?
  • E somos o culpado e responsável por ter a doença que nos causa dor, dor real, dor que muda a nossa vida, dor que está presente no nosso levantar e deitar.
Inaceitável essa definição, totalmente infeliz e discriminatória,não sofremos porque queremos, não sofremos porque não nos amamos, porque nãosomos amados e porque não valorizamos a vida.
Sofremos dor, porque temos uma doença que é fato, que existe e quenão é psicológica e não somos responsáveis pela doença em nossas vidas.
Somos responsáveis sim, pela aceitação, pela busca de condições dignas de tratamentos, pela esperança de dias melhores e melhor qualidade devida. Isso é a nossa responsabilidade como pessoa com doença, que sente dor eque pode ser feliz. Porque somos felizes e temos amor próprio e o amor ecarinho de toda a nossa família e amigos.
     Essa reportagem merece uma reconsideração.
E para esclarecer a fibromialgia é uma das doenças reumatológicas mais freqüentes, cuja característica principal é a dor musculo esquelética difusa e crônica.
Fibromialgia Não é uma doença psicológica!!!!
Saibam mais lendo o  artigoda Revista Brasileira de Reumatologia. http://migre.me/4J0ey
Um pouquinho sobre mim
Que saudade do Verão!!
Tomei a 5º dose do medicamento biológico, os efeitos colaterais já estão discretos, uma coisaque ficou foi a fadiga, sinto-me fadigada, cansada, como se tivesse feito uma atividade física intensa. Essa semana peguei uma gripe chatinha + estou melhor.
O medicamento biológico é um verdadeiro alívio, muito bom não ter que tomar vários comprimidos por dia, na 4º e 5º aplicação tive reação no local da aplicação, ficou hiperemiado (vermelho) coçando e quente, + já melhorou.
O paraíso com meu filhotinho
Podia ter verão o ano todo!!

Ainda tenho dor, meu VHS e PCR continuam elevados como sempre + já sinto melhora, a febre que estava tendo praticamente todos os finais de tarde, agora, um dia tenho, outro não, isso é sinal que a AR esta sendo domada. Uma pena que não existe medicamento capaz de curar as conseqüência da doença, meu quadril continua o mesmo, o tornozelo nem se fala + além da AR eles tem cisto, degeneração e seqüelas do corticóide, o bom mesmo seria se pudéssemos tomar esses medicamentos modernos no começo da doença, talvez não desse tempo para asdegenerações se instalar + estamos caminhando para a estabilização, essa é a nossa esperança de Dias Melhores.
            E não vamos sedeixar influenciar, a nossa dor não é psicológica e nem somos mal amados e culpados pela doença.
            Beijinhos .
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));