if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

Drika Gonçalves

Drika Gonçalves
Drika Gonçalves

Fui diagnosticada de AR em, 2012. Morava no Rio de janeiro, no começo pensei que fosse uma alergia, pois me começou a inchar o rosto na área do maxilar, não conseguia comer e nem falar, tomava hidrocortisona duas vezes ao dia, vivia dormindo, fiz várias dietas e nada.
Um dia ao acordar não consegui me levantar, os pés, mãos e joelhos quentes e inchados, passei dia na cama e a noite fui a um ortopedista, este disse que não poderia me ajudar que eu procurasse um reumatologista, na época tinha plano de saúde e fui em uma que ao me ver logo passou uma bateria de exames e disse que se fossem os resultados que ela pensava eu estava com AR, quando vieram os resultados foi confirmada a AR, comecei a pesquisar e me desesperei.A médica logo me passou os medicamentos e me colocou no programa para receber o Humira.

No ano de 2014 meu marido foi chamado para trabalhar no estado do Ceará, conversei com minha médica e esta (pessoa abençoada) arrumou tudo, um médico que também é ótimo, minha transferência para continuar a receber o Humira, não parei o tratamento, não tenho nenhuma deformidade e vivo uma vida quase normal, estou fazendo hidro, ainda não voltei ao meu peso mas sei que chegarei lá. Vivo bem com os altos e baixos da ‪#‎AR‬.

‪#‎Desafio‬ ‪#‎MulheresLindasComAR‬ ‪#‎MulheresLindasComReumatismo‬

Drika Ramalho, Euzébio. Ceará

Anúncios

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: