Dor no joelho é normal?

Esse é um grande dilema que só aparece naqueles que têm dor no joelho, passaram dos 40 anos e ouvem dos médicos (ou leem em exames) que tem “”artrose ou artrite” degenerativa dos joelhos (ou só de um joelho).

Acho que a essa altura da vida a palavra que traduz aquela dor nos joelhos que começou anos atrás bem devagar e agora é uma companheira para todas as ocasiões não vai mudar o desfecho.

Mas o que aconteceu? Sua articulação passou calada (traduzindo: sem dor) durante anos por um processo que podemos chamar de envelhecimento(degeneração), determinado por um número enorme de fatores (que só seu médico irá identificar) e que, grosseiramente falando, estragou a cartilagem dos seus joelhos.

É doença que não aparece da noite para o dia e, como tudo em medicina, o sucesso do tratamento depende da rapidez com que ele é instituído.

Mas como fazer se não sinto nada nos joelhos? Devo fazer o que?

Aí vamos apelar para uma “licença poética” e comparar as doenças degenerativas com a hipertensão arterial: são de início insidioso, assintomático, progressivo e quando se manifestam, a doença já está instalada.

Bom, então o melhor é prevenir do que remediar. E isso é feito de maneira simples até. É só manter-se ativo, atividade essa dentro daquilo que seu médico aconselhou como saudável e ter seu peso sob controle.

Simples, não é? Mas como vou saber que está dando certo, tudo sob controle, se eu não tinha nada? Não tinha ou não percebia? Lembre-se da pressão arterial.

Você pode não saber se tudo está correndo bem, mas seu médico saberá. Controles como testes de esforço regulares, com prescrição de treinos compatíveis e determinação da composição corporal, evitando o peso excessivo, podem definir seus progressos e deixar as degenerações mais lentas e assintomáticas. E de brinde, sua pressão arterial tenderá a manter-se sempre normal.

É evidente que não estamos aqui abordando as degenerações que ocorrem em consequência de doenças como as reumáticas, suas artrites reumáticas e as que ocorrem após acidentes (pós-traumáticas), por exemplo.

Existem hereditariedades que podem mudar a história natural da doença e trazer uma desvantagem aos herdeiros. Podem também servir de alerta para que providências sejam tomadas o mais breve possível. E exigem um controle mais rigoroso.

Ah, sim, quase ia me esquecendo: os joelhos e as suas cartilagens em degeneração passam por um processo inflamatório ao longo dos anos. Daí o correto é dizer “artrite degenerativa do joelho”.

Fonte: http://emais.estadao.com.br/blogs/viva-mais-e-melhor/dor-no-joelho-e-normal/

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: