Doenças autoimunes em Portugal: O reconhecimento do trabalho desenvolvido em Vila Real

É a primeira vez que a capital transmontana vai receber uma Reunião Anual do Núcleo de Estudos de Doenças Autoimunes (NEDAI) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI). Para a coordenadora da reunião, Elisa Serradeiro, tal “reflete o reconhecimento do trabalho que foi sendo realizado ao longo dos últimos 20 anos na Unidade de Doenças Autoimunes do Hospital de Vila Real”, pela qual é responsável.

De acordo com a médica, “para elaborar o programa, privilegiamos a vertente clínica”, tendo sido convidados “especialistas de reconhecido mérito na área da autoimunidade, para, nas suas conferências, nos falarem sobre tratamento de nefrite lúpica, síndrome de Sjögren e doenças autoimunes muito raras”.

Já nas mesas redondas, estarão em debate temas como o papel dos autoanticorpos nas doenças autoimunes, esclerose sistémica, miopatias inflamatórias e vasculites sistémicas.

A especialista acrescenta que haverá também um caso clínico interativo, “em que poderemos testar alguns dos conhecimentos aqui adquiridos e que ilustra o papel da Medicina Interna no tratamento dos doentes autoimunes”.

Por outro lado, adianta que os doentes não foram esquecidos: “Pela primeira vez, numa sessão para doentes, vamos reunir doentes, representantes das associações de doentes, enfermeiras do Hospital de Dia de Autoimunes e médicos. Temos como objetivo dinamizar as associações de doentes a nível regional, promover o diálogo e a troca de experiências e a partilha de dúvidas.”

Assim, representantes das associações de doentes com artrite reumatoide, espondilite anquilosante, lúpus e esclerodermia falarão sobre temas “como o papel das associações de doentes, o que é o lúpus, aspetos psicológicos do doente autoimune e o porquê de ter uma doença autoimune”.

Até porque, sublinha, “sem os quais nada disto faria sentido”.

Outra das novidades prende-se com a realização de um curso de´Doenças Autoimunes para Médicos de Família`. O objetivo é “promover a proximidade entre os médicos de família e os médicos hospitalares, alertar para os sintomas ou sinais que podem fazer suspeitar de uma doença autoimune, e também informar sobre os fármacos usados no tratamento destas patologias, suas indicações e efeitos adversos.”

O programa contempla ainda a realização de 3 cursos pré-reunião, dirigidos a diferentes populações:
– “Doenças Autoimunes para Médicos de Família“;
– “Capilaroscopia periungueal”, para internos de medicina interna ou internistas dedicados a tratar doentes autoimunes;
– “Doente Autoimune na Urgência”, para todos os internos ou internistas que contactam com estes doentes no Serviço de Urgência.

O programa pode ser consultado aqui.

Para mais informações:
Secretariado – Veranatura
[email protected]

Fonte: https://www.justnews.pt/noticias/doenas-autoimunes-o-reconhecimento-do-trabalho-desenvolvido-em-vila-real#.WsM3dYjwbIU

Comentários
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: