Doenças Reumáticas Notícias

Como a mudança de hábitos pode aliviar a dor crônica?

Muitas pessoas que sofrem de dor crônica costumam entrar em um ciclo que, quanto mais dura, mais difícil é de quebrar. Independente de onde são as dores, o paciente pode limitar consideravelmente suas atividades e interferir em sua rotina, optando por um estilo de vida mais sedentário e inativo para evitar piorar as dores.

Isso é mais comum com pessoas que não procuram ajuda médica e tentam resolver o problema por conta própria, mas até quem já está tratando das dores pode adotar esse estilo de vida. O problema é que é exatamente esse tipo de atitude que acaba prendendo o paciente em um ciclo de dor, pois ao contrário do que muitos pensam, a inatividade não diminui as dores, mas pioram ainda mais o quadro.

Mas é possível aliviar a dor crônica através da mudança de hábitos? Sim! Neste ARTIGO, falarei um pouco sobre como uma nova rotina pode ajudar no tratamento.

Exercícios físicos

Essa pode ser a dica mais conhecida, mas também é a mais importante. Uma vida sem atividades físicas é perigosa para qualquer pessoa, mas quem sofre de dor crônica acaba sentindo mais, pois os músculos e articulações afetados pela dor passam longos períodos inativos, intensificando as dores.

Dependendo da intensidade dos sintomas, pode ser que o paciente não consiga realizar exercícios com o desempenho que gostaria, mas caso haja persistência e esforço, com o passar do tempo as dores diminuirão a tal ponto que será possível se exercitar normalmente.

É importante reforçar que, mesmo sendo benéfico, o paciente precisa conversar com seu médico previamente para estabelecer quais exercícios em específico serão mais benéficos em seu caso.

Alimentação

Essa dica também é básica quando o assunto é cuidados com a saúde, pois uma alimentação saudável traz uma série de benefícios para o corpo. Além de garantir uma quantidade ideal de vitaminas e minerais essenciais para o bom funcionamento do organismo, uma alimentação equilibrada previne o sobrepeso e a obesidade, duas condições muito prejudiciais para a saúde em geral.

A obesidade intensifica as dores pelo corpo, trazendo sérias consequências para pessoas que sofrem de dor crônica. Alimentos naturais como frutas, legumes e verduras possuem efeitos anti-inflamatórios, o que também ajuda a aliviar as dores, quando consumidos diariamente.

Para prevenir a obesidade, é preciso levar tanto essa dica como a anterior à risca, pois tanto uma boa alimentação como a prática de exercícios físicos se complementam e previnem obesidade.

Lazer

Durante os momentos de lazer, o prazer que sentimos se sobrepõe aos sentimentos e sensações negativas. Ter um hobby, que pode ser qualquer coisa que faça o paciente se sentir bem e promova o bem-estar, é muito benéfico para a saúde e ajuda o cérebro a deixar as dores e o desconforto em segundo plano.

Tirar um tempo para fazer algo que gosta com frequência também aumenta a autoestima, um fator psicológico muito benéfico no alívio da dor crônica.

Vale lembrar que tudo isso não dispensa a necessidade de continuar com um tratamento convencional a base de medicamentos, assim como ainda é necessário consultar um médico especializado regularmente.

Referências

http://www.saopaulo.sp.gov.br/eventos/saude-tecnicas-de-relaxamento-podem-reduzir-dores-cronicas/

https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/o-preco-da-dor/

https://www.minhavida.com.br/saude/galerias/15305-substitua-os-analgesicos-no-combate-a-dor-cronica

Artigos Relacionados

Ileostomia e Colostomia – Como são? Quem precisa fazer? Quais as possíveis complicações?

Priscila Torres

Lady Gaga faz 33 anos: relembre dez momentos em que cantora foi a rainha da diversidade

Priscila Torres

Cápsula utilizada em diagnóstico preciso de doenças do intestino já esta disponivel em Hospital no CE

Priscila Torres
Loading...