Colesterol sob controle reduz riscos de doenças cardiovasculares

Exercícios físicos e boa alimentação são importantes aliados no equilíbrio do HDL e LDL

Manter os níveis de HDL e LDL controlados é fundamental para prevenir doenças cardiovasculares. De acordo o Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA Brasil), em 2016, mais de 45% da população brasileira apresentava níveis de colesterol elevado. No ano passado, o InterHeart, que investiga os principais fatores de risco para infarto em países da América Latina, apontou que 57% dos casos de infarto no Brasil foram ocasionados pelo alto índice de colesterol.

O Hospital Alemão Oswaldo Cruz chama a atenção para o Dia Nacional de Combate ao Colesterol (8/8) e a necessidade de manter o colesterol controlado, evitando o surgimento das doenças cardiovasculares. De acordo com o Dr. Thiago Midlej, cardiologista da Instituição, é importante que as pessoas saibam quais são os seus índices de colesterol, sobretudo quando há histórico familiar de doenças cardiovasculares e LDL elevados.

É recomendado que pessoas na faixa dos 20 anos já tenham dosado os níveis de colesterol. O ideal é fazer o exame de sangue pelo menos uma vez ao ano para descobrir se os níveis de LDL estão elevados, dessa forma, é possível prevenir a progressão da doença e realizar o tratamento adequado.

“O tratamento é individualizado, mas seguir uma dieta equilibrada, rica em verduras, frutas e legumes, além da ingestão de pouca gordura animal, é essencial para todos os perfis de pacientes”, alerta o especialista.

O médico também diz que, para aqueles que já têm o diagnóstico de colesterol alto e por isso, já fazem uso de medicamentos, é preciso aliar ao tratamento uma boa alimentação e a prática regular de atividades físicas. “O exercício físico potencializa a ação das medicações, reduzindo assim, o colesterol ruim”, diz Midlej.

O colesterol, aliás, é um tipo de álcool dissolvido em gorduras e é fundamental para o funcionamento do organismo e na produção de vitamina D, de hormônios sexuais e do Cortisol (hormônio do metabolismo de proteínas), sendo importante no processo de regeneração celular.

Além de ser produzido pelo organismo, ele pode ser encontrado em alimentos de origem animal, como nas carnes vermelhas e em ovos. Embora importante, a presença excessiva de colesterol estimula a formação de placas de gordura nas paredes das artérias, obstruindo o fluxo sanguíneo.

O médico ainda explica que as medicações para o controle da doença devem ter indicação de um especialista, a fim de conseguir a orientação correta quanto à dosagem adequada.

Fonte: Assessoria de Imprensa

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: