Cientistas criam medicamento que pode regenerar a cartilagem de joelhos

Como qualquer atividade física, há o aparecimento de lesões pelos mais variados motivos no montanhismo. Uma das áreas mais atingidas é o joelho. Prevenir-se de uma lesão não é, claro, deixar de praticar a modalidade, mas sim procurar proteger-se ao máximo. Assim como os tendões das mãos são o foco das lesões em escaladores, os joelhos e tornozelos são os focos principais de lesões em trekkings e hiking.

Um novo medicamento injetável, que ajudaria a regenerar a cartilagem dos joelhos em pessoas com artrose está perto de ser aprovado nos EUA. O desenvolvedor desta nova droga é Nathaniel David, que trabalha para a Unity Biotechnology que é especializada em biotecnologia, desenvolvendo medicamentos para células que perderam capacidade de dividir-se (contribuindo para o envelhecimento).

Este detalhe de células que não mais se reproduzem é o que acontece com os joelhos, quando as cartilagens se gastam e não não podem mais se regenerar. O medicamento para a artrose, que é um tipo de artrite que ocorre quando o tecido flexível nas extremidades dos ossos se desgasta, que está sendo desenvolvido começou a ser testados em humanos no ano passado e tem como um objetivo muito mais ambicioso que fazer crescer cartilagem em joelhos.

Segundo publicações científicas, os investigadores garantem que o medicamento é “o primeiro passo para nos fazer sentir jovens novamente”. “O envelhecimento não é um fenômeno rígido e inflexível”, afirmou o bioquímico formado em Harvard, Os primeiros resultados dos testes com a droga, que tem o nome temporário de UBX0101 serão publicados nas próximas semanas.

O desejo de Nathaniel David é estabelecer uma nova área de pesquisa científica que batizou de senolítica, que consiste de pequenas moléculas que podem induzir seletivamente a morte de células que entraram em um estado conhecido como senescencia.

O estado de senescencia é quando as células já não se dividem e passam a desencadear inflamações crônicas de baixo nível, as quais são prejudiciais para as células circundantes (células que se dividem). A senescencia é associada a uma ampla gama de enfermidades que aparecem na velhice. A ideia, segundo Nathaniel David afirmou a veículos de informação dos EUA, é permitir que as pessoas mais velhas levem uma vida mais saudável durante todo o tempo.

Fonte: Blog Descalçada

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: