As pessoas entendem sua dor?

Quem convive diariamente com dor, em especial as dores crônicas, que são aquelas que duram bastante tempo, deve frequente- mente se questionar algumas coisas:

– Será que mesmo falando o que sinto as pessoas me entendem?

– Será que as pessoas à minha volta querem mesmo me ajudar?

– Será que ao tentar fazer as pessoas entenderem minha dor eu estou sendo chato(a)?

– Será que não é melhor eu guardar a dor para mim?

Esse processo de pensamento frequentemente leva os pacientes com dores crônicas a expressarem muito menos o que estão sentindo, minimizando seus problemas e levando as pessoas à sua volta a entenderem menos ainda o que está acontecendo e consequentemente não podendo prestar a ajuda que esse indivíduo tanto precisa.

Por isso eu sempre reforço a importância de entender de que NENHUMA DOR É NORMAL OU DA IDADE, mais ainda quando essa dor afeta sua vida diária. E a pessoa com dor crônica não é uma pessoa só fala de dor, só reclama ou ainda é uma pessoa “fraca”. Pelo contrário, é uma pessoa muito “forte” que está guardando a que maior parte das coisas que sente para si mesmo por medo de julgamento dos outros.

Se alguém Ihe falar que está com dor é porque precisa de ajuda ou simplesmente de alguém que tente entender a sua dor. Não julgue, apenas escute e se puder tente ajudar.

Fale da sua dor, cuide da sua saúde! Lembre que o normal é NÃO sentir dor e que quando alguém compartilha sobre o que sente, apenas tente ajudar e escutar o que essa pessoa tem a dizer.

Além disso, é importante sempre procurar atendimento médico para identificar a causa da dor e prevenir uma situação mais grave.

#REPOST @drguilhermetresreumatologista

Dr. Guilherme Leví Tres

Médico Reumatologista

CRM 40041/ RQE 34862

 

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Não me conformei com a opinião de apenas um médico

Comecei a ter sintomas com 36/37 anos, o médico tratava como LER (Lúpus eritematoso sistêmico) que custou o diagnóstico… Depois passei a tomar anti-inflamatórios...

Judicialização da saúde: como usar a Justiça gratuita contra a SUS

A judicialização da saúde é um fenômeno que cresce a cada dia e esse aumento expressivo se deve a algumas situações.  É verdade que as...

Planejar aposentadoria fica ainda mais difícil na pandemia

Trabalhador deve conhecer sua vida contributiva e as regras da Previdência antes do pedido A pandemia de Covid-19, a crise econômica e a reforma da...