Depoimentos

Aprendendo a conviver com Artrite Reumatoide, um dia de cada vez!

Tudo começou com uma dor de cabeça muito forte e febre que não cessavam com analgésicos, fui me debilitando muito, não me alimentava, fiz exames por conta própria, e percebi que estavam bem alterados, estava com leucócitos muito abaixo do normal.

Procurei um médico, que identificou uma amigdalite leve e me medicou, porém, os sintomas foram se agravando ao ponto de eu não conseguir me levantar da cama e andar, fui encaminhada ao hematologista, pois meus exames a cada dia pioravam, iniciaram as dores no corpo…muitas dores e inchaço nas articulações das mãos e no rosto, e manchas vermelhas na pele, então desta vez fui encaminhada ao infectologista, só então para o REUMATOLOGISTA.

Finalmente sabia o que estava acontecendo com meu organismo, fui diagnosticada com Artrite Reumatoide, tive muitas dúvidas, não aceitei o diagnóstico no início e procurei outro profissional, o melhor que me recomendaram no meu Estado, que também diagnosticou ser Artrite Reumatoide, então, voltei a consulta da medica que me diagnosticou no início.

Já passei por muitos tratamentos, corticoides, medicações biológicas, e inibidores da doença, mas sempre com o mesmo profissional, a pessoa que eu confio muito. Hoje estou estabilizada, com a doença em atividade, porém controlada.

Precisamos conhecer a doença, quanto mais informações, melhor a forma de se redescobrir com a doença, confiar no profissional que esta tratando, tirar todas as dúvidas na hora da consulta e conversar muito com seu médico de forma a conhecer o limite imposto pela doença.

Meu nome é Flaviany, tenho 45 anos, convivo com a Artrite Reumatoide há 12 anos, sou Assistente Social e moro em Naviraí-MS.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!❤

Artigos Relacionados

Ter fé, e não desanimar.

Priscila Torres

A artrite não me venceu

Priscila Torres

Lutem sempre e não desistam!

Priscila Torres
Loading...