A pressa é inimiga da remissão

Já ouviram aquele ditado “A pressa é inimiga da perfeição”? Pois é, e da remissão também! A artrite reumatoide é uma doença crônica ou seja, vai te acompanhar para o resto da vida, no entanto quem tem dor tem pressa, quando iniciamos um tratamento a expectativa é de que ele faça efeito de imediato e acabe com todos os nossos problemas, mas quase nunca isso acontece certo?

Para tudo que fazemos na vida é preciso um determinado tempo para que se obtenha resultados, ninguém fica rico da noite para o dia, só com muito trabalho e anos de dedicação, ninguém adquire o corpo perfeito em uma semana, somente com vários meses, ou até anos de academia e muita disciplina. Com as doenças reumáticas não é diferente! A doença é complexa e o tratamento também, geralmente o tempo minimo esperado para começar a sentir alguma diferença é de 30 à 180 dias, e isso depende muito de pessoa para pessoa, cada ser humano tem um organismo único que reage e resiste de maneira diferente para cada tratamento, então não dá para esperar que o tratamento que “fulana” fez  vai ter o mesmo efeito para você.

Após 30, 60, 90 dias de tratamento sem melhoras, bate aquele desespero eu sei. Mas calma! Respira fundo e conta até 10! Seja sincero com você e com o seu médico, realmente você não teve um minimo de melhora? Veja bem, você é responsável pelo seu tratamento e o seu médico só vai tomar alguma decisão baseado em exames claro, mas principalmente com base no seu relato de sintomas. Existe diferença entre o medicamento não trazer melhora nenhuma, o medicamento aliviar ou eliminar alguns sintomas, e o medicamento eliminar todos os sintomas da doença. Se o medicamento retirou somente a rigidez matinal por exemplo, já é um avanço e a tendencia é conseguir eliminar os outros sintomas gradativamente até controlar a doença.

É importante saber também que o medicamento não é a unica solução para a doença, alimentação saudável, atividade física,  acompanhamento psicológico e terapias ocupacionais são aliados do tratamento e podem facilitar o caminho da remissão e da qualidade de vida, é como eu disse no inicio, nada se conquista sem trabalho e dedicação, o medicamento faz a sua parte, mas devemos também fazer a nossa para completar o tratamento.

Antes de pedir ao médico que mude a medicação em menos de 6 meses de tratamento, pergunte o que pode ser feito para contribuir com a eficácia do medicamento, muitas vezes só um empurrãozinho da atividade física ou alimentação mais saudável é o que falta para você alcançar o seu objetivo e viver com qualidade. A jornada do paciente é longa e difícil, mas com a ajuda do reumatologista, medicamentos e tratamento multidisciplinar você consegue! Acredite!

@Compartilhandoarblog

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));