Tratamento biológico para doenças reumatológicas tem cobertura ampliada pelo SUS

Disponível no SUS para o tratamento da artrite reumatoide desde 2013, o golimumabe poderá agora ser prescrito para tratar também pacientes com artrite psoriásica e espondilite anquilosante. A decisão de incorporação no SUS acontece após consulta pública realizada pela CONITEC (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS), que ouviu a opinião da sociedade brasileira sobre o tratamento. A partir dessa decisão de incorporação, as áreas técnicas do Ministério da Saúde têm agora o prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias para disponibilizar no SUS o golimumabe para o tratamento de artrite psoriásica e espondilite anquilosante.

Diferente dos demais medicamentos biológicos disponíveis no Brasil para tratar essas doenças, o golimumabe é o único administrado em uma única aplicação mensal, por via subcutânea. Como sua administração é realizada por uma caneta aplicadora anatômica desenvolvida para pacientes com doenças reumatológicas, sua aplicação pode ser feita em casa pelos próprios pacientes, melhorando a comodidade de administração da medicação. Além disso, estudos clínicos mostram resultados de eficácia e segurança por 5 anos, com uma persistência entre 60-70,5% dos pacientes.

O golimumabe é um anticorpo monoclonal totalmente humano que atua bloqueando a ação do TNF-alfa (fator de necrose tumoral alfa), uma proteína que quando produzida em excesso pode causar doenças que comprometem articulações e outros tecidos. Dessa forma, o medicamento melhora os sinais e sintomas da doença. Como resultado, previne e controla a lesão articular e a perda de função, melhora a mobilidade da coluna vertebral, reduz a dor e eleva a qualidade de vida do paciente.

De acordo com o Dr. Percival Degrava Sampaio Barros, reumatologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP), os inibidores do fator de necrose tumoral alfa (anti-TNF) agem sobre os mecanismos imunes alterados que causam essas doenças. “Eles trazem benefícios que contribuem substancialmente para a qualidade de vida do paciente. Além disso, por ser administrado por meio de aplicação subcutânea, uma vez ao mês, o tratamento acaba colaborando para o aumento da adesão”.

Os pacientes elegíveis a esta terapia são aqueles que nunca receberam agentes biológicos e/ou que não tenham tido uma resposta adequada aos tratamentos convencionais.

Principais benefícios do tratamento com golimumabe
Entre os principais benefícios que os pacientes encontram com a nova opção de tratamento estão:
• Menor progressão da doença por ajudar a deter o dano;
• Reduz os sinais e sintomas da doença, proporcionando uma melhora da função física e qualidade de vida relacionada a saúde;
• Em dados de 5 anos de acompanhamento, 71% dos pacientes apresentaram maior persistência ao tratamento, demonstrando um reflexo do perfil de eficácia e segurança da medicação.

Impacto na qualidade de vida
Tanto a artrite psoriásica como a espondilite anquilosante geram um impacto negativo na qualidade de vida dos pacientes, que está ligado principalmente a dois fatores:
• Condição incapacitante que limita a realização de atividades comuns/ cotidianas;
• Diagnóstico e tratamento tardios que alteram os aspectos emocionais, sociais e econômicos dos pacientes e de suas famílias.

Sobre a CONITEC
A CONITEC (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS) foi criada em 2011, e tem por objetivo assessorar o Ministério da Saúde (MS) nas atribuições relativas à incorporação, exclusão ou alteração de tecnologias em saúde pelo SUS, dentre outras.

Como parte do processo de incorporação de novas tecnologias no SUS, entre elas medicamentos, a CONITEC leva em consideração em seu processo de decisão aspectos como evidências clínicas da tecnologia em questão, bem como avaliação econômica comparando os benefícios e os custos em relação às tecnologias já disponibilizadas pelo SUS.

Todas as recomendações emitidas pela CONITEC são submetidas à consulta pública, oportunidade na qual todas as esferas da sociedade civil podem enviar suas contribuições.

Fonte: MaxPress

Social Media
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

6 Comentários

  1. Olá, eu tenho artrite reumatóide e fibrose pulmonar…minha médica mudou do metotrexate para leflunomida, bem mais caro porque o metotrexate aumentava a probabilidade de fibrose. Quero saber como faço p me tratar pelo sus, sou de Santarém pará.

    • Olá, voce deve procurar a farmacia de alto custo da sua cidade, se ela não possuir, voce deve procurar a secretaria de saúde, geralmente é solicitado exames, e laudos para voce retirar a medicação gratuitamente.

        • Voce deve pedir para o médico preencher a LME que é fornecida na farmacia de alto custo, juntamente com as outras documentações necessarias, se informe na sua farmacia.

  2. Gostei de saber que existe tratamento e remédio pelo sua. Vou procurar pois é muito caro o tratsmento

    • Existem muitos tratamentos pelo SUS sim, com a receita do medicamento você deve procurar a farmácia de alto custo da sua cidade.

Olá, deixe um comentário!