Salto Alto

Salto Alto …
Ter AR significa muito mais que ter uma doença que teremos que tomar remédios por toda vida, os remédios acredito ser a coisa mais simples da doença, pois vem com bula, orientações escritas e hoje através da internet podemos rapidamente se certificar sobre os efeitos esperados e reações dos remédios.
Mas o dia-a-dia de nós artríticos é composto por mudanças, adaptações + adaptações. Para nós mulheres é dolorido olhar as vitrines das lojas, repletas de sandálias belíssimas, saltos maravilhosos, sabe que hoje parece que os saltos se tornaram mais bonitos e elegantes. Não sei se os vejo assim por não poder usa-los, ou porque realmente os saltos estão mais bonitos. Uma vez uma paquera estava indo muito bem, quando o cara me disse “nossa esperava que vocês estivesse de salto, acho lindo mulher de salto alto, mas até que sua sapatilha é bunitinha”, achei esse comentário tão insensível, puxa vida, ele sabia que eu tinha AR (nunca escondo, aliás, impossível, minha vida esta no meu blog), este comentário fez com que ele perdesse toda a graça, pra mim foi um atestado de falta de compreensão e claro, essa pessoa não estava preparada para estar ao meu lado, fiquei com a minha sapatilha e ele deve estar procurando uma mulher de salto até hoje.
Que mulher não gosta de se arrumar, ficar elegante sobre um salto, por estes dias de festas, todo mundo usando salto e nós lá, simplesmente com nossos tênis, sapatilhas e sandálias rasteirinhas. Em Dezembro levei 02 dias procurando sandálias, pois no último verão meus tornozelos ainda estavam bons e usei muito saltinho ana bela, mas neste verão meus tornozelos estão péssimos, foram 2 dias para conseguir comprar sandália, até que encontrei uns modelos gladiador que me caíram como uma luva (pois aperto bem as fivelas da sandália e elas me servemde apoio para segurar o tornozelo e me ajudar a ter menos dor), pelo menos valeu a pena procurar.
Esqueço das calças jeans,nossa, que raiva, quando tentamos usar calça jeans e precisarmos de ajuda para fecharmos o zíper, para evitar o stress procuro usar sempre calça legging.
Tem coisas que parecem bobas, mas para nós artritícas, são a nossa realidade, eu procuro não sofrer pensando no que poderia estar usando, mas penso em como ainda me achar bonitinha mesmo artrítica, é muito difícil  comprar calçados, apertam aqui, dói ali, escorregam, enfim, é um verdadeiro tormento, e confesso, tem hora que dá vontade de sentar no chão e chorar.
 Mas como somos brasileiros e não desistimos nunca, vale tentar algumas dicas que acrescentei em minha vida;
·      Salto: para este problema existe uma solução, sandálias de Salto tipo Ana Bela, claro com bom senso, não vamos comprar ana bela de 15 cm, uns 3 a 5 cms de salto anabela  é conveniente e acho tolerável para nos manter femininas. E neste verão, vamos aproveitar das sandálias modelogladiador, seguram o meu tornozelo que é uma beleza.
·       Calça jeans: sabe essa moda dos coloridinhos, eles adaptam puxadores de zíper coloridos, eu achei muito legal, pois é algo adaptável a qualquer tipo de zíper e vem sempre com um apoio maior que o convencional para puxar (mas só os encontrei coloridinhos), mas antes um puxador de zíper colorido do que pedirajuda num banheiro público para fechar o jeans.
Muita coisa muda na nossa vida com a chegada da doença, eu acho que a dificuldade para usar salto, é algo que pega nosso “lado feminino e massacra”, hoje conversando com uma amiga que também tem AR estávamos falando do salto, dá uma tristeza na hora de sair paraas festas, porque não conseguimos colocar um belo salto e quando chegamos parece que a festa toda esta reparando que estamos sem salto, é ser mulher e ainda ter artrite é algo cruel. Parece bobeira, mas o salto faz uma falta.
Mas o importante é saber que não somos únicas existem muitas brasileiras que tem AR e tiveram que deixar os saltos de lado, poderíamos organizar uma festa só de Artríticas, daí nos sentiremos iguais, todas sem salto.
Com a AR descemos do salto, mas jamais vamos perder a elegância, porque somos fortes guerreiras na luta contra a dor.

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

17 Comentários

  1. Realmente eh triste qdo nos deparamos cm uma vitrine bonita
    Para a minha surpresa, depois de doar meus saltos semi novos e conviver com a aquela historia de rasteirinhas.
    Para a minha surpresa um dia fui comprar uma bota sem salto e vejo um sapato de salto lindo…
    quis experimentar mesmo podendo ficar lindo e impossivel de andar. Era da ramarin, total confort.
    seis cm de salto, amei e andei um pouco, nao vi problemas comprei mas com mil receios
    hj me divirto muito com o saltinho. esses dias comprei uma sandalia do mesmo tipo de salto.

    eh complicado tem dia que nao da pra usar, ainda mais que eu tenho dificuldades pra descer escadas e moro no segundo andar. depende do dia me sinto mais mulher do que em outros

    dica: tem uma funcionalidade no blogger que vc adiciona links de compartilhamento com orkut, facebook etc… verifique. fica na mesma parte que vc adiciona aquelas infos no final do post

  2. Esse negócio de salto foi bem difícil no começo…Me dava uma tristeza imensa olhar minhas amigas de botas de salto alto, bico mais fino, um charme só….E eu ali me sentindo baixinha, sem graça…..Hj pra dizer a vdd ainda tenho meus dias de recaída pelo salto, ainda arrisco uma sandália de salto de madeira, mas melhor q ana bela, pois ela não deixa o pé inclinado, sendo assim aguento bem e me sinto o máximo qdo uso, mas isso de vez em qdo. Como é bom se sentir bem e bonita, mas nada legal qdo sai com amigos e a gte tem de ir com "saltinho" ou se tiver em crise nem isso dá, só a velha e boa rasterinha msm. Pior qdo a gte acha aquela roupa linda, chiquérrima e ela não combina com a rasteira, daí o ego vai lá embaixo e volta…..Mas não podemos mudar isso. Ou aceitamos a realidade ou vamos viver lamentando a vida toda. A vida passa e não podemos parar. Teremos nossos dias de dor e sofrimento, mas vamos superar todos eles com garra e mta força, pq temos sede de viver !!! Deus sabe o q faz sempre !!! Com fé conseguimos td. Deisitir jamaissss !!!! Parabéns Pri, ficou ótimo. Gostei da história do cara procurando a mulher com salto alto até hj. E creio q não tenha encontrado ainda, pode até ter achado mtas "lá em cima", mas com a sua elegância, fibra e força é impossível !!!! Bjoo gdeee amiga.

  3. Pri, ammmiga do coração, já tinha escrito uma bela mensagem, mas como não tinha conta no google acredito que ela foi apagada, mas não tem problema, o que importa é que ainda estou tentando e tenho certeza que vou conseguir postar o meu agradecimento sobre esse belíssimo relato, texto, ou melhor para nós artríticos, tudo que vc escreve é mais que uma liçao de vida, vc não pode nem imaginar o tanto que me auxilia suas matérias, sua coluna, seu blog, enfim, poder conversar com vc e ter te conhecido foi a melhor coisa que me aconteceu, portanto o meu muiito obrigada por vc existir e compartilhar comigo sua experiência, sua sabedoria, suas palavras que são profundos ensinamentos, ou seja, uma lição de vida.
    Que Deus a ilumine hj e sempre!!!!!
    Te adoro!!!!! mil bjjjjus FER

  4. Oi Pri… perfeito!
    Lembro de como adorava e usava os saltos.. nossa mas faz tempo… dpois os saltinhos foram diminuindo… diminuindo… é claro q agora é proibido , e a gente vê as lojas, com um mais lindo do q o outro, mas isso não me pertence mais, confesso q adorava tbm minhas sapatilhas, já q o salto proibido, tinha uma mais "bonitinha " q a outra… mas o tempo passa, e hoje infelismente, pelas fraturas por estresse, cistos e artropatias, em ambos pés… até as sapatilhas que eram minha zona de conforto, foram proibidas… mas não desisto em insistir em andar, então uso meus bons e velhos tenis, com uma palmilha… Abri mão de tudo que me era proibido, mas ainda guardava… doei para quem ia fazer mais proveito, meus saltos e minhas sapatilhas… mas se um dia poder voltar a usar… sei que encontrarei modelos mais modernos e lindos… sonhar ainda não e´proibido… heheheh beijinho, minha querida Pri… e vc sabe sou baixinha, né?! as vezes encontro pessoas que não via a tempos… e me perguntam… voce tá diferente?! mudou estilo?! mal sabem q não foi uma escolha… mas ainda me sinto bem… e acreditem tem uns tenis, ou sapatenis lindos por aí… me aguardando… e alguns já em meu armario.

  5. Voltando… Ah falando em calças jeans… noossaaa como é um problema, além do ziper… tbm prefiro os q tem esses coloridinhos, maior e com maior facilidade p segurar… mas tenho um outro problema, as calças mais lindas, são ajustadas na perna, muito estreitas pra "caber" meus joelhões… então as calças q gosto, meus joelhos não entram… daí preciso ir atraz de calças com as pernas mais largas, mas para usar com tenis… kkkk é uma tortura comprar jeans… mas tenho uma amiga q tem uma loja, como sou cliente antiga, ela procura p mim… e qdo chega uns jeans de pernas largas na altura do joelho, ela me avisa… hehehhe
    Té mais…

  6. Bel …

    Essa história do cara foi algo frustante e foi a primeira vez que me senti diferente por não usar salto. Acredito que todas nós temos recaídas frente a uma festa, uma confraternização, um casamento então… convites de casamentos parecem vir impressos.. entrada obrigatória de salto, pode observar que até as senhorinhas nos casamentos estão usando salto…. é nossa triste realidade…..

    Enquanto eu escrevia esse texto me lembrei muito de você e da Fernanda, tanto que vocês foram asp primeiras a postar.

    Bjs

    Bjs..

  7. Oieee, Fê..

    Como disse pra Bel, você e a Bel, estavam no meu pensamento enquanto eu escrevia esse post.

    Eu me sinto tão importante quando vcs falam assim, enche o meu ego..

    Vcs são a parte boa da doença.

    Bjão

  8. Oie, Rô..

    Minha mãe da AR, vc tem uma longa jornada sem salto!!! … é estranho se sentir elegante de tênis né, mas somos tão forte que nos achamos lindas mesmo sem salto. Agora eu nem sei por quanto tempo vou conseguir usar minhas melissas.

    Comprar jeans realmente é algo dificil, as calças apertinhas nas pernas são sempre as mais bonitas + também as mais que encontramos mais dificuldades em usar e comprar. Eu evito o stress e não compro jeans, vou seguindo com minhas calças leggings, mas como diz minha prima essas calças nos deixam com cara de academia rsrs .. + o que fazer né..

    Poderiamos formar entre nós uma estilista.

    Em Brasilia em Dezembro teve o primeiro desfile de moda inclusiva, eu perdi o desfile + imagino que vamos conquistar um lugar ao sol da moda !!

  9. OI PRI, COMO FORAM AS FESTAS?
    BEM, EU ESTOU SEM PC POR ISSO SUMI UM POUCO MAS, VAMOS AS NOVIDADES.
    APESAR DE QUASE MORRER DE DOR ARRASEI NA FORMATURA , UM SALTO PARA CADA EVENTO E FORAM SEIS EVENTOS, SABE SENTI COMO SE FOSSE MINHA DESPEDIDA DELES, ENTÃO ABUSEI MESMO, USEI UM MEIA PATA DE QUINZE, UM PLATAFORMA PINK DE QUINZE, ETC… E FOI SÓ ALEGRIA.
    TOMEI ANALGÉSICO DE 8 EM 8 HORAS MAS VALEU CADA MINUTO QUE ANDEI, DANCEI E CURTI DA MINHA FESTA.
    A QUESTÃO DO SALTO ALTO É QUE, TALVEZ ESTE SEJA MEU MAIOR DESAFIO.
    EU TRABALHAVA 18 HORAS SEGUIDAS EM CIMA DO SALTO, TENHO UMA COLEÇÃO DE SAPATOS DE SALTO E NO DIA DO PAGAMENTO A PRIMEIRA COIS QUE EU FAZIA ERA COMPRAR UM SAPATO DE SALTO DE PRESENTE PELO MEU ESFORÇO DE TRABALHAR EM DOIS SERVIÇOS ( EU MERECIA) E QUANDO ME VI DOENTE NÃO TINHA UMA RASTEIRINHA SEQUER. IMAGINA COMO FOI COMPRAR PELA PRIMEIRA VEZ UMA SAPATILHA USAFLEX ( A TREVA)MAS COMPREI E TIVE QUE ME ACOSTUMAR, EM SEIS MESES DE DIAGNÓSTICO AINDA NÃO TIVE CORAGEM DE COMPRAR UM TÊNIS MAS ENFIM , VOU SEGUINDO E AGORA ACHO QUE DEFINITIVAMENTE DESCI DO SALTO.KKKKKK

  10. Vocês lembram daquele comercial das Havaianas com aquela atriz, Daniela Suzuki? O cara implica com a sandália e ela troca o cara. É por aí Pri. Kkkkk!

  11. Oi Pri,

    Adorei o texto q vc escreveu sobre salto…

    Estou começando a passar por tudo isso que vcs já passaram.. E foi muito importante saber q vcs tb passaram pela mesma dificuldade que hoje eu estou passando.. Teve dias em que eu não quis + sair pois estava me achando feia… sem graça..

    Mas. como sempre, leio seus artigos e começo a sonhar de novo… Há muita vida após AR!!! Graças à vc descobri isso!!

    Bom final de semana.

    Bjs

  12. Mara..

    Adorei essa da havaiana .. nem me lembre + é isso mesmo … a fila anda e a gente troca a senha ..

    Boa recuperação pra vc!!

    Bjão

  13. Oi, Sandra!!

    Sim, claro que existe vida após a AR!!! …só que a nossa nova vida, com novas descobertas e recomeços constantes!

    Bjão

  14. Nossa isso é verdade!!! Esses dias comprei uma gladiador tb…risos AMEI !!! SAbe qual é o pior no meu caso???? calço 33 não acho meu numero nem a pau !!! è foda …risos ai vou na parte infantil …fazer oq !!! bjãooo adorei seu blog

  15. Carla..

    + tem cada calçado infantil eu acho cada sandalhinhas lindas eu tenho uma bota ana bela infantil n°35 acho ela linda. Pensa no lado positivo vc pode comprar os infantis e adultos .. já ajuda na dificil escolha ..
    + eu adorei as gladiadores pois elas seguram meus tornozelos =.

    bjs..

  16. oi pri,também gostei muito das gladiadoras me sinto mais confortavel e segura,e sobre o jeans a minha dificuldade nao é o zíper mas sim vestir,pois nao tenho força o suficiente pra subir a calça,mais visto assim mesmo pois sempre estou com pessoas que me insentiva a vestir e quando falo que nao quero vestir por causa das dificuldades elas dizem,"veste sim que eu te ajudo" aí nao tem com nao vestir,rsrsrsrsrsrsrs…

Olá, deixe um comentário!