Radiologista mostra métodos de uso da ressonância na Doença de Crohn

Na noite de quarta-feira, Marília recebeu a visita do médico radiologista Guilherme Bertoldi. O médico, que é de Curitiba, veio para a cidade para ministrar a palestra “Papel da Ressonância Magnética no Diagnóstico da Doença de Crohn” e destacar os principais achados de estudos científicos na área, além de promover debates de casos clínicos com os médicos presentes.

O evento aconteceu no Hotel Quality Sun Valley e faz parte do Infinity, programa Janssen de Educação em DII. Bertoldi é médico radiologista membro do colégio brasileiro de radiologia e fellow em radiologia na Duke University Medical School – NC – Estados Unidos. Atualmente, ele trabalha especificamente com a radiologia abdominal.

“O uso da ressonância magnética no diagnóstico e tratamento da Doença de Crohn tem grande contribuições. Hoje é um consenso mundial no tratamento da doença, além de não conter radiação, o que poderia prejudicar o paciente”, explicou o médico.

De acordo com o especialista, na noite de quarta-feira, os participantes puderam conhecer um pouco mais da técnica e dos métodos que ele utiliza para diagnóstico e tratamento da doença. “Por se tratar de um exame muito específico, viemos demonstrar métodos e como fazemos para os colegas para que possam se familiarizar com eles”, destacou.

Nos últimos meses, Bertoldi tem ministrado a mesma palestra em diversas partes do país com o intuito de difundir os métodos e técnicas relacionados à Doença de Crohn. Ele já passou por diversas cidades do interior do Estado, como Ribeirão Preto, Araçatuba e São José do Rio Preto, e também em municípios como Goiânia, Natal e Rio de Janeiro. “O objetivo é exatamente propagar esse conhecimento para que os colegas possam aplica-lo localmente, em suas áreas de atuação”, concluiu.

DOENÇA

A Doença de Crohn é uma doença crônica e inflamatória séria do trato gastrointestinal. Ela afeta principalmente a parte inferior do intestino delgado e intestino grosso. Porém, pode atingir qualquer parte do trato gastrointestinal. A doença habitualmente causa diarréia, cólica abdominal, frequentemente febre e, às vezes, sangramento retal. Ela ainda pode gerar perda de apetite e de peso. Os sintomas variam de leve a grave, mas, em geral, as pessoas com doença de Crohn podem ter vidas ativas e produtivas.

Fonte: Jornal da Manhã Marilia

Social Media
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!