Me sinto bem apesar das limitações que a doença me trouxe

Olá pessoal me chamo Samanta Ferreira tenho 25 anos, solteira, sou Portadora de Artrite reumatoide Juvenil desde meus 13 anos de idade. Descobri por que tive uma Luxação no joelho direito. Porém depois de 2 dias todas as articulações do lado esquerdo já estava em atividade, junto veio a Febre Reumática, minha temperatura chegava em até 41º quase todos os dias durante um mês. Fui varias vezes ao posto de saúde até me mandarem a um Hospital. Fiz Vários exames onde suspeitaram de sopro no coração, passei por um cardiologista mas a suspeita foi descartada quando uns outros exames constataram a AR, a partir daí começou a minha luta e de toda a minha família, minha Base de tudo.

Conheci a pessoa que seria o meu Anjo da Guarda, minha reumatologista Draº Márcia Bandeira do Hospital Pequeno Príncipe em Curitiba-PR uma das maiores referências em saúde pediátrica. Comecei meu tratamento com corticóides, Metrotrexato, Indometacina. Mas as coisas não andavam bem, fiquei uns 5 anos com esses remédios. Várias internações para Pulsoterapia e infiltrações intra-articulares. Era tudo muito difícil para mim tive que me afastar das atividades escolares, com tudo isso acho que bateu uma certa revolta e fiz uma besteira da qual me arrependo e não aconselho a ninguém a fazer, interrompi algumas medicações, não achava justo tomar tantos remédios, tentar fazer tudo certinho e o resultado ser sempre negativos mas isso não foi a melhor atitude, muito pelo contrário, acabei mais doente e ainda fiquei com um grave comprometimento de Quadril. Voltei a médica e retomei o tratamento com corticoide, nimesulida,MTX , cálcio e o Etarnecept,  fiz fisioterapias nos primeiros cincos anos tive uma resposta bastante satisfatória, mas depois de uns tempos comecei a manter um VHS sempre alterado, então mudei há um ano de biológico, estou usando Adalimumabe (Humira), mudei para o reumato adulto, mais uma vez sei que estou na mão de um bom profissional e estou me sentindo muito bem, apesar de todas as limitações que a doença me trouxe. Hoje sou portadora de necessidades físicas não muito aparentes mas não menos importantes que tantas outras, Mesmo assim atualmente com 25 anos tentando fazer a minha vida mais normal e feliz possível, mesmo afastada das atividades de trabalho, hoje estou realizando um sonho, cursando o 4º Período de Administração.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!